Total de visualizações de página

quarta-feira, maio 23, 2012

Santa Casa realiza cirurgia inédita em criança

                A mãe da pequena E.L.B, de 5 anos, Alessandra Lima, diz que a filha ganhou uma nova vida após a cirurgia realizada na última semana pelo cirurgião pediátrico Maurício Iasi e equipe médica da Santa Casa. Alessandra, moradora do município de Uruará, na região da Transamazônica, disse que a filha tinha varizes no esôfago e como consequência sofria com uma hemorragia que a fazia ficar anêmica. E.L.B. foi internada na Santa Casa no início deste mês, onde é acompanhada desde o início do ano pelo grupo do fígado que atua no hospital.
                A Fundação Santa Casa foi a primeira instituição do Norte do país a realizar uma cirurgia de hipertensão portal pediátrica. A intervenção foi feita com sucesso pelo cirurgião Maurício Iasi. A hipertensão portal provoca frequentemente um aumento do volume do baço. Uma certa quantidade de líquido pode sair do fígado e acumular-se na cavidade abdominal, ocasionando assim a sua distensão, um processo denominado ascite. As veias varicosas situadas no extremo inferior do esôfago e no estômago sangram facilmente e por vezes de forma massiva.
                Para Maurício Iasi, que é cirurgião pediátrico e de transplantes de órgãos abdominais, a cirurgia na criança estancou uma hemorragia grave que poderia levá-la à morte. Segundo o médico o procedimento foi feito na veia porta que estava entupida e causava vários sangramentos. Para garantir o sucesso da cirurgia foi feito um desvio na área do abdômen, que manteve o fluxo de sangue que vai para o fígado. A partir de agora será feito um acompanhamento médico da evolução da paciente, que recebeu alta do hospital neste fim de semana.
                Segundo o médico, existem muitas crianças com este problema na região amazônica. Por isso é fundamental que o diagnóstico de hipertensão portal: trombose da veia porta, que é a causa mais frequente de sangramento digestivo em criança, seja feito o quanto antes. “Paciente que tem um diagnóstico desses no sistema digestivo a mortalidade é alta se não for tratado em um tempo mais curto possível”, destaca Maurício.
                A cirurgia inédita feita na pequena E, na Santa Casa, é o começo de uma nova etapa no trabalho avançado, na área médica, realizado pelo projeto "Amazônia Transplante", cuja finalidade é desenvolver de maneira descentralizada um programa de transplante renal em várias regiões do Pará como Redenção (sudeste do estado) e Santarém (oeste do Pará). Segundo Maurício Iasi, além dessa descentralização há também um trabalho de captação de órgãos. No último ano o Pará passou de 0,2% de doadores para cada 1 milhão de habitantes para 3.4%.
                Maurício Iasi disse que o governo está buscando a construção de um hospital amazônico de transplante para que todos esses programas, na área médica, possam ser desenvolvidos na região. Esse projeto tem a parceria do Amazônia Transplante, Sespa, Instituto Evandro Chagas e Ministério da Saúde.
Avanços
                Neste ano já foram realizados 76 transplantes, dos quais 60 foram de córnea e 16 de rim. Ano passado foram realizados no Estado 55 transplantes de rim, sendo que o Pará se tornou o 14º Estado no País que mais realizou o procedimento. Segundo o coordenador estadual da Central de Transplante, André Rodrigues, o objetivo é estar entre os 10 para esse gênero. “Neste ano, nosso intuito é realizar 75 procedimentos para que subamos para o 10º lugar neste ranking”, destacou.
                André Rodrigues ressaltou que o serviço de transplante é uma das prioridades da atual gestão, por isso a meta é implantar polos nos hospitais do interior do Pará que tenham infraestrutura para assistir o paciente em sua própria cidade. “Isso é interesse do governo do Estado em dar oportunidade para todos os pacientes realizarem seu tratamento sem que se desloquem de suas cidades. Valorizar a sociedade que precisa ser tratada ao lado de sua família sem ter necessidade de se deslocar para outra cidade”, conclui.

Texto:
Samuel Mota-Santa Casa
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...