Total de visualizações de página

segunda-feira, maio 14, 2012

Mangal das Garças recebe duas exposições no mês de maio

                O Parque Ambiental Mangal das Garças recebe duas exposições neste mês, uma no Armazém do Tempo com o tema “Mangal das Garças” e que traz imagens selecionadas pela Secretaria de Estado de Cultura. A outra, montada no Memorial Amazônico da Navegação, é chamada “Arquitetura dos rios”.
As exposições serão abertas a partir deste sábado, 19, para o público em geral, até o dia 30 de maio. Na sexta-feira, 18, a partir das 17h, acontecerá a vernissage para convidados. A programação toda faz parte da mostra integrada a 10ª Semana Nacional de Museus, do Instituto Brasileiro de Museus, promovida pelo Governo do Pará, por meio da Secretaria Estadual de Cultura (Secult) e Organização Social Pará 2000.
                No antigo galpão de ferro pertencente à Empresa de Navegação da Amazônia S/A (Enasa), mais conhecido atualmente como Armazém do Tempo, poderá ser visitada a exposição “Mangal das Garças” que foi exposta a primeira vez no mês de março passado durante congresso no Hangar. Emanuel Franco, diretor do Museu Memorial Amazônico da Navegação dá mais detalhes. “A exposição mostra o significado de cada espaço aqui no Mangal, como o Borboletário, o Farol de Belém, o Mirante do Rio, o Orquidário e todos os outros. Como foram pensados e projetados para serem mais bem usufruídos”, explica.
“Esta exposição veio em um momento de revitalização que o Parque está passando, é uma obra para a comunidade em que é possível ver qual o retorno que o parque oferece para a população, não apenas do ponto de vista paisagístico e turístico, mas também mostrar o trabalho social desenvolvido”, frisa Emanuel.
                Simultaneamente, no Memorial Amazônico da Navegação, será inaugurada a exposição “Arquitetura dos rios”, onde estarão expostas 10 fotografias de quatro fotógrafos paraenses: Alexandre Lima, Armando Queiroz, Geraldo Ramos e Rafael Araújo. “Enfatizar a produção artesanal da carpintaria naval amazônica e valorizar a todos os artesãos navais do nosso Estado que alimentam, através das construções de seus barcos o fluxo daqueles que ainda fazem do rio seu meio de sobrevivência, proporcionando um universo abrangente de técnicas, formas e cores extraídas da peculiaridade e da percepção do homem ribeirinho”, ressalta o curador Emanuel Franco.
                Serviço:
                Exposições – “Mangal das Garças” e “Arquitetura dos Rios”
Data: de 19 a 30 de maio, das 9h às 18
                Local: Armazém do Tempo e Museu Memorial da Navegação – Mangal das Garças (Passagem Carneiro da Rocha, s/n – Cidade Velha). Informações: (91) 3242-5052. Entrada franca no Armazém do Tempo e no museu terá o custo de acesso.
 
Texto: Isa Arnour -Pará 2000
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...