Total de visualizações de página

quinta-feira, maio 03, 2012

NOTÍCIAS: VAI COMEÇAR O GP ATLETISMO


AVISO aos leitores

Amigos leitores estamos em atraso em nossas atualizações devido a problemas técnicos que ainda estão sendo realizados em nossos computadores.

Grato pela atenção,

Jorge Mesquita
CORREIO




Trabalhadores retomam
Trabalhos  no ‘Canal da
Caripunas’ no Jurunas...
Moradores do Canal da Caripunas no perímetro compreendido entre a Avenida Bernardo Sayão e a Travessa de Breves, no Jurunas, onde vem ocorrendo as obras de revitalização do local dentro do programa de Macrodrenagem, estão satisfeito porque os trabalhadores retornaram ao trabalho e reafirmaram confiança de que realmente as obras serão entregues no próximo mês de setembro.
... JÁ OS MORADORES
DO CANAL DA QUINTINO...

O CORREIO JURUNENSE esteve ontem no Canal da Quintino
e viu pouco trabalho. Acompanhou a visita o Líder
Comunitário Jackson Santarém

O trecho onde os trabalhadores estavam atuando

Para a extensão da obra, ainda falta muita coisa e pouca gente trtabalhando
... já os moradores do Canal da Quintino, entre Honório José dos Santos e Avenida Bernardo Sayão receberam a reportagem do CORREIO JURUNENSE, achando graça do reduzido número de trabalhadores no local, realizando obras concentrada apenas num pequeno espaço da margem do canal. Sem querer ser identificados moradores disseram em tom de ironia “... anda mano faz a foto senão eles desaparecem”.
A ironia dos moradores é que, devido o tamanho das obras, o número de trabalhadores não justifica para o que ainda falta fazer não só no local, mas em toda a extensão da mesma, já que o canal da Quintino começa na vala da Avenida Bernardo Sayão e vai até o centro da cidade. "Pra quem viu recentemente o que tinha aqui e hoje vê essa beleza, só temos a lamentar a demora na entrega, já que os moradores necessitam com urgência de paz, tranquilidade e acima de tudo, saúde", comentou o líder comunitário Jackson Santarém".



Nossa Senhora de Fátima
visita Hospital Ophir Loyola
                O Hospital Ophir Loyola recebe nesta sexta-feira (4), às 10h, a visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Fátima.  A imagem irá percorrer as dependências do Hospital para para bênção à pacientes e servidores. A visita faz parte dos festejos da Paróquia Nossa Senhora de Fátima.
               


Estrelas do atletismo
mundial começam a
desembarcar em Belém



                Faltando três dias para o Grande Prêmio Internacional de Atletismo, que acontece no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão, domingo (6), as estrelas brasileiras e internacionais da modalidade começaram a desembarcar em Belém nesta quinta-feira (3). No início da noite, um dos primeiros a chegar ao Hotel Crowne Plaza, onde os atletas ficarão hospedados até o dia da competição, foi o brasileiro Jadel Gregório.
                Recordista sul-americano no salto triplo, o atleta tem boas recordações da capital paraense. Em maio de 2007, durante o Grande Prêmio Brasil de Atletismo em Belém, Jadel quebrou o recorde sul-americano e brasileiro do salto triplo, conseguindo a marca de 17,90 metros, superando por um centímetro a marca de João do Pulo.
                O salto do Jadel quebrou uma hegemonia de 32 anos, já que a marca de 17,89 metros de João do Pulo havia sido conquistada em 1975, nos Jogos Pan-Americanos da Cidade do México, estabelecendo o então recorde mundial da prova. "Belém sempre me traz muita alegria", declarou Jadel, que busca retomar a forma, após ter os dois joelhos operados, no fim do ano passado.
                Para ele, a competição de Belém, a primeira após a operação, será uma importante preparação em seu caminho rumo às Olimpíadas de Londres. No domingo, ele não compete na sua especialidade e sim nas disputas do salto em distância, “pois o impacto é menor”, explicou. Em Uberlândia, Minas Gerais, o atleta volta a saltar no triplo, já com expectativas de alcançar o índice olímpico.
Milha– Outro atleta que também chegou ao início da noite foi Fabiano Peçanha. Além do Grande Prêmio, ele disputa o Sul-Americano de Milha de Rua, nesta sexta-feira (4). “O objetivo é conquistar o tetracampeonato da milha”, afirmou. Para domingo, as expectativas de Fabiano também são as melhores. Ele disputará os 1,5 mil metros no Mangueirão. “Por mais que meu objetivo para as olimpíadas sejam os 800 metros, eu acredito estar bem preparado para domingo”, avaliou.
                A Milha de Rua terá várias largadas. Às 20 horas sairão os atletas da Milha da Caixa; às 20h30, da Milha Feminina do Pará; às 20h45, da Milha Juvenil Masculina – Pará; às 21 horas, da Milha Paraense Masculina, e às 21h15, da Milha Sul-Americana Governo do Pará. As largadas da competição serão da praça Frei Caetano Brandão, em frente à Catedral de Belém, com chegada em frente à Estação das Docas.
                A lituana Zinaida Sendriute, 27 anos, do lançamento do disco, e o colombiano Freddy Espinoza, que disputa a milha, também já estão em Belém. Os demais atletas chegam de madrugada, como a croata Ana Simic, vice-campeã do salto em altura do ano passado em Belém. Durante toda a sexta-feira, a expectativa é que todos os atletas já estejam em Belém para as disputas.
                O Grande Prêmio Internacional de Atletismo é uma realização da Confederação Brasileira de Atletismo (Cbat), com o apoio do Governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), e patrocínio da Caixa Econômica Federal. Durante toda a manhã do domingo, serão disputadas 15 provas, sete masculinas e oito femininas. No total, mais de 20 países estarão representados por mais de 160 atletas.

Texto:
Amanda Engelke-Secom



Esportes: Papão e Leão eliminados
da Copa do Brasil, mas ficou
o exemplo da torcida
                A exemplo do Clube do Remo que foi eliminado da Copa do Brasil pelo Bahia recentemente, o Paysandu não foi uma exceção, só com uma diferença: aos bicolores avançaram um pouco mais chegando às oitavas de final, um fato inédito na história do Clube. As diferenças entre as equipes do Sul não são tão grandes, uma vez que se trata de 11 contra 11 jogando e todos, homens e profissionais da bola como os de lá. Mas uma coisa é certa: Remo e Paysandu se afastaram em muito em que se trata de qualidade do que jogavam anteriormente e que justificavam o Estádio Mangueirão constantemente lotado.
A nota triste foi ao final do jogo quando alguns torcedores revidaram jogando no trio de arbitragem objetos o que certamente irá prejudicar o Paysandu na próxima Copa do Brasil com punições dentro da Lei do Torcedor.

Não deu, não foi Papão?
O Estádio Olímpico do Pará ficou lotado na noite desta quinta-feira (3) para o jogo da volta entre Paysandu e Coritiba pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Precisando vencer por uma diferença de três gols para se classificar, o time paraense tinha que ir para cima da equipe visitante, mas acabou perdendo por 1 a 0 e foi eliminado da competição.
                No início do jogo, o Paysandu parecia um pouco nervoso e o Coritiba começou assustando com duas faltas próximas da área do goleiro Ronaldo. Passados a pressão e o nervosismo, o time paraense tentou criar chances, também com faltas nas proximidades da área adversária, mas sem muito perigo para a meta do goleiro Vanderlei.
                O árbitro Francisco Nascimento deixou o jogo um pouco travado no primeiro tempo, com a marcação de algumas faltas bobas, cometidas por ambos os times. Sem chances claras, o jogo foi bastante equilibrado na primeira etapa, mas aos 45 minutos, em uma falta perigosa, Tcheco cobrou por baixo da barreira com categoria sem chances para Ronaldo e abriu o placar no Mangueirão. Com esse placar o Paysandu precisava agora de pelo menos quatro gols para levar a partida para os pênaltis.
                No segundo tempo, o Paysandu tentou ser mais ofensivo. O técnico Lecheva trocou o volante Vanderson pelo atacante Adriano Magrão. Tanto que aos quatro minutos, em uma falta perto da área, Jairinho chutou forte e a bola explodiu na trave do goleiro Vanderlei; no rebote, a defesa do Coritiba conseguiu afastar.
                Aos dez minutos, o Coritiba faria o segundo com Anderson Aquino, mas o assistente marcou impedimento do atacante no lance. Aos 20 minutos, o Coritiba chegou novamente com perigo, Anderson Aquino, de novo, recebeu livre e chutou cruzado para fora. O Paysandu ainda pressionou no fim em busca do empate, mas sem nenhum sucesso.
                Mesmo com a derrota, a torcida bicolor continuou incentivando o time até o final do jogo, reconhecendo a diferença física e técnica entre as equipes. Apesar da eliminação, o time paraense saiu de campo aplaudido e de cabeça erguida pela boa campanha na competição nacional, após fazer história ao passar pela primeira vez as oitavas de final.
                Agora o Paysandu volta as atenções para a estreia no Campeonato Brasileiro da Série C, em que o objetivo maior é o acesso para a segunda divisão. O time paraense estreia dia 27 contra o Luverdense, domingo, às 16 horas, no Estádio da Curuzu, em Belém.
FICHA TÉCNICA:
Paysandu: Ronaldo, Yago Pikachu, Thiago Costa, Douglas, Jairinho, Vanderson (Adriano Magrã), Billy, Djalma (Heliton), Harison (Kariri), Thiago Potiguar, Rafael Oliveira. Téc: Lecheva.
Coritiba: Vanderlei, Gil, Demerson, Emerson, Lucas Mendes (Eltinho), Junior Urso, Sergio Manoel, Everton Ribeiro, Tcheco (Luccas Claro), Renan Oliveira, Roberto (Caio Vinícius), Anderson Aquino. Téc: Marcelo Oliveira.
Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL-FIFA)
Local: Estádio Olímpico do Pará, Mangueirão
Renda: R$ 398.635
Público: 39.358

Texto:
Bernardo Tommaso-Seel
E CORREIO JURUNENSE



IAP faz workshop com a
Battery Company,
de Nova Iorque
                O Instituto de Artes do Pará (IAP), Secretaria de Estado de Cultura (Secult), Theatro da Paz, Universidade Federal do Pará (UFPA), Universidade do Estado do Pa´ra (Uepa) e Academia de Dança Ana Unger recebem os profissionais da dança da Battery Dance Company, de Nova Iorque (EUA). No período de 7 a 12 deste mês, o grupo ministrará workshops de dança com alunos de 12 a 22 anos. Serão 100 participantes, que terão a chance única de vivenciar uma imersão no mundo profissional da dança, com bailarinos que já pisaram os mais renomados palcos do mundo.
                Trazendo apresentações, palestras e aulas gratuitas para cidades e vilas em todo o mundo, a Battery Dance Company alcança, além das fronteiras geográficas e linguísticas, o vocabulário da dança com a linguagem da vida quotidiana de uma forma que estimula e sustenta uma apreciação global para a dança contemporânea. Antes do início de cada viagem, a Battery Dance Company planeja, juntamente com as entidades de apoio, uma agenda que reforça a dedicação da empresa para fazer sua arte amplamente acessível, fazendo da dança um instrumento para promover a compreensão intercultural.
                Entre performances, muitas vezes encenadas em pequenas cidades e vilas, a Battery Dance Company se envolve com membros da comunidade de todas as idades em um diálogo sobre a dança. De oficinas de hip-hop com as meninas no véu em Amã para oficinas coreográficas com músicos Klezmer na Cracóvia, a empresa trabalha para incentivar uma atmosfera na qual ideias podem ser livremente compartilhadas e coletivamente exploradas. Descobrindo semelhanças e respeitando as diferenças, a companhia Battery divulga sua missão internacional.
                As oficinas serão nas instituições que apoiam o projeto, com turmas de 20 alunos cada. O espetáculo será dia 12 de maio, no Theatro da Paz. Informações: Gerência de Artes Cênicas do IAP: (91) 4006-2015.



Hospital das Clínicas oferece
treinamento a
agentes de portaria
                A busca por um atendimento de excelência a partir do primeiro contato com o usuário e com o servidor foi o principal motivador do treinamento que a Fundação Hospital de Clínicas Gaspar Vianna ofereceu aos agentes de portaria da instituição. Nesta quarta e quinta-feira (2 e 3), eles assistiram a palestras proferidas por profissionais que atuam em vários setores e que demonstraram a importância do treinamento e integração da portaria para as atividades desenvolvidas no hospital.
                A função de agente de portaria é de grande responsabilidade em qualquer local onde haja afluxo constante de público. A missão desse profissional é viabilizar e intermediar o contato das pessoas com os setores da instituição. Eles fazem o controle da entrada e saída de pessoas, veículos, produtos, mercadorias e correspondências, e fornecem, geralmente, informações ao público sobre vários aspectos da empresa.
                No Hospital das Clínicas, o trabalho de portaria é feito de maneira terceirizada, pela empresa LP Serviços Profissionais Ltda., que em conjunto com o apoio administrativo e a coordenação do Núcleo de Gestão de Pessoas, fez o treinamento. Segundo a coordenadora do núcleo, Sandra Alves, durante a capacitação foram trabalhadas “normas, rotinas tanto da empresa terceirizada e da instituição, para que possamos minimizar alguns conflitos”, ressaltou.
                O hospital tem 1,5 mil funcionários, 500 terceirizados, estagiários e clientes, o que dificultaria o serviço da portaria caso não houvesse treinamento específico. “Nossa expectativa é que melhorem cada vez mais os nossos serviços, mas sabemos que temos que ter parcerias entre os setores e a portaria, temos que trabalhar em conjunto, para que o hospital possa evoluir e melhorar cada vez mais”, conclui o coordenador do setor de apoio administrativo da instituição, José Abreu.


Texto:
Felipe Gillet-HC



Polícia Civil prende travesti
indiciado por tráfico
interno de pessoas

  A diretora da Data, Christiane Lobato,

“Érika”, indiciado no Pará por crime de tráfico interno de pessoas
                Policiais civis da Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data) transferiram, nesta quinta-feira (3), de Brasília (DF) para Belém, o travesti Josiel Paulista Vieira, 30 anos, com nome de guerra “Érika”, indiciado no Pará por crime de tráfico interno de pessoas. Ele foi preso mês passado em Anápolis (GO), por crime de rufianismo, que é tirar proveito financeiro da prostituição.
                Nascido em Buriti Bravo, interior do Maranhão, Josiel foi denunciado em Belém, por um adolescente de 17 anos que o acusa de levar pessoas para Goiás com objetivo de exploração sexual. Ele é investigado sob suspeita de integrar uma rede responsável em promover o tráfico de pessoas para esse fim.
                O crime foi denunciado em setembro do ano passado ao Conselho Tutelar 7, situado no bairro do Benguí, que encaminhou a denúncia à Polícia Civil. O conselheiro tutelar Fernando Sampaio explicou que familiares do adolescente procuraram o órgão para denunciar que havia 15 pessoas, entre paraenses e maranhenses, em uma casa de prostituição, em Anápolis. A informação passou a ser investigada pela equipe da Data, que começou a trocar informações com a Polícia de Goiás.
                Segundo a diretora da Data, Christiane Lobato, já há duas pessoas identificadas envolvidos no esquema de aliciamento para prostituição. Os nomes ainda serão mantidos sob sigilo em função do andamento das investigações. Érika tem passagens pela Polícia Federal em Goiás, nos anos de 2006 e 2007, por crime de tráfico internacional de pessoas.
                O Pará é um dos nove Estados brasileiros que têm um Núcleo Estadual de Prevenção e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo, sob coordenação da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh). O coordenador estadual de Prevenção e Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e Trabalho Escravo, da Sejudh, Murilo Sales, explica que, desde 2007, há um trabalho preventivo para combate à rota do tráfico de pessoas que vai do Pará para o Suriname e Guiana Francesa.
“Nos deparamos com o tráfico interestadual de pessoas do Pará para São Paulo e Anápolis, em Goiás”, diz, explicando que a rota do Pará para Anápolis foi descoberta recentemente. O Pará será pioneiro no Brasil na criação de uma Delegacia de Combate ao Tráfico de Pessoas, que será criada após a implantação da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis. A unidade policial será subordinada à Divisão Especializada de Combate aos Crimes Discriminatórios.
                Josiel Paulista Vieira conta que fugiu para o Estado de Goiás aos 18 anos de idade. Na época, trabalhava com a mãe, no interior do Maranhão, em um restaurante de beira de estrada. Ele afirma que conheceu, na ocasião, um caminhoneiro que lhe deu carona até Goiânia para ir em busca de “uma vida melhor”, por meio da prostituição.
                Depois de alguns anos, Josiel conheceu um espanhol, que foi seu cliente de programa sexual em Goiânia. O estrangeiro o teria convidado para viajar para Madri, capital do país. “Fique lá por dois anos e seis meses, o tempo em que terminava de pagar um lote de terra em Anápolis, onde iria construir uma casa que iria usar como hospedagem para receber travestis que não tinham onde ficar em Goiás”, explicou, ao detalhar que o local era uma espécie de república, onde cada um pagava de aluguel R$ 150 por mês para poder comer e dormir.
                Segundo ele, a denúncia feita à Polícia seria um ato de vingança, por parte do adolescente, pelo fato de o mesmo ter sido expulso da hospedagem após dez dias de permanência no local. O fato teria ocorrido há cerca de um ano. O indiciado alega que descobriu que o jovem teria furtado dois telefones celulares de clientes que foram se queixar com Josiel. Ainda segundo o acusado, os travestis não faziam programas sexuais na hospedagem, mas nas ruas. Atualmente, contou, nove travestis permaneciam hospedados no local, dos quais, quatro do Pará.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Milha Sul-Americana do
Governo do Pará 2012
                A Milha Sul-Americana do Governo do Pará 2012 acontece nesta sexta-feira (4) pelas ruas de Belém. São cinco provas, que serão disputadas por uma centenas de atletas. A corrida de 1.609 metros terá largada, às 20 horas, em frente à Casa das 11 Janelas, na rua Siqueira Mendes, e a chegada ocorrerá na Estação das Docas, passando pelo Mercado Ver-o-Peso. A corrida principal do evento é o Campeonato Sul-Americano/ Governo do Pará de Milha de Rua, a partir das 21h15, com a participação de atletas que estão entre os dez melhores da América do Sul.
                Uma das atrações é André Alberi de Santana, 31 anos, vice-campeão do ano passado, que resolveu se concentrar nos 1,5 mil metros do Grande Prêmio Internacional Caixa/ Governo do Pará de Atletismo, marcado para domingo (6), no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão. Treinado por Adauto Domingues, André Alberi está animado para a competição de amanhã. "Estou bem treinado e é sempre bom participar de uma festa popular como esta", disse o atleta, que sábado passado foi vice-campeão dos três mil metros com obstáculos do Campeonato Brasileiro/ Caixa de Corridas de Fundo em Pista, em São Paulo.
                PROGRAMA - HORÁRIO DA MILHA
                20:00 - Milha da CAIXA
                20:30 - Milha Feminina do Pará
                20:45 - Milha Juvenil Masculina do Pará
                21:00 - Milha Paraense Masculina
                21:15 - Milha Sul-Americana Governo do Pará

                Mais informações sobre a competição no link abaixo:



Emater faz capacitação
para atendimento em
assentamentos rurais
                No período de 7 a 11 deste mês, nos municípios de Marabá e Itupiranga, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) dá inicio às capacitações para os contratados da Chamada Pública SR 27 1/ 2011, vencida pela empresa no fim do ano passado, do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária  (Incra) para o atendimento de produtores rurais assentados no sudeste do Estado.
                A capacitação de Marabá, lote 2, será no auditório do Incra, e a capacitação de Itupiranga, lote 4, será na Escola Cidadã. Ao todo são 45 profissionais contratados para atender dois lotes, dentro da chamada pública. Só no município de Marabá, os técnicos da Emater devem atender, em 34 projetos de assentamento, um total de 2.027 famílias. Já em Itupiranga serão 1.541 famílias em 18 projetos de assentamento.



Cerca de 500 profissionais
reforçam a segurança
no GP de Atletismo
                Cerca de 500 profissionais compõem o esquema de segurança que será posto em prática durante o Grand Prix de Atletismo, no próximo domingo, 6. Para garantir a tranquilidade do público paraense que prestigiará as disputas – são esperadas 40 mil pessoas -, foi montada uma estrutura especial, envolvendo vários órgãos do Sistema de Segurança Pública e Defesa Social do Estado. Somente a Polícia Militar destacará mais de 220 homens, além de 25 viaturas, 14 motocicletas e 24 cavalos para resguardar as áreas internas e externas do Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), onde acontece o evento.
                De acordo com o tenente coronel Simão Salim Júnior, subcomandante do Policiamento da Capital (CPC), desde a última quarta-feira, 2, reforços também foram mobilizados para as áreas do entorno dos hotéis, que já começam a receber as delegações dos mais de 20 países participantes, árbitros e as diretorias das confederações de atletismo envolvidas no GP. Os reforços contam com equipes a pé e com viaturas.
                No domingo, de acordo com o tenente coronel Salim, o efetivo estará nas ruas da capital desde cedo, por volta das 7 horas, e deverá ser disperso apenas ao término do evento, após a volta do expectadores para suas casas. Nas principais vias de acesso ao Mangueirão, agentes de trânsito vão auxiliar o tráfego de veiculos. “Por se tratar de um evento que ocorrerá no domingo de manhã, não haverá mudanças de sentido nas vias”, informa.
                O principal foco da atuação dos agentes de segurança será em relação ao consumo de bebidas alcoólicas, que está proibida na área interna do Mangueirão. “Não se trata de um público de um jogo de futebol, por exemplo, mas atrai muitas famílias e crianças”, ressalta o subcomandante do CPC, asseverando ainda que atenção da equipe de segurança estará redobrada para esta situação.
                Entre os órgãos que compõem o esquema de segurança montado para o Grand Prix estão as polícias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, Departamento Estadual de Trânsito, as secretarias de Estado de Esporte e Lazer (Seel), de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), de Saúde Pública (Sespa) e de Meio Ambiente (Sema). O evento também terá o apoio da Prefeitura de Belém por intermédio da Companhia de Transportes (CTBel), Guarda Municipal, Coordenadoria de Ordem Pública de Belém (Ceop) e Secretaria Municipal de Economia (Secom).
                O Grande Prêmio Internacional Caixa Governo do Pará terá 15 provas, sendo sete masculinas e oito femininas. No total, mais de 20 países estarão representados por 128 atletas. A cerimônia de abertura do evento está prevista para as 8h30. Logo após terá início uma série de provas de velocidade e resistência, com diversos representantes brasileiros nas disputas.  
Programa de competições:
                09:00 - Salto em distância - masculino
                09:05 - Salto com vara - masculino
                09:10 - Lançamento do disco - feminino
                09:20 - 1.500 m - masculino
                09:30 - Salto em altura - feminino
                09:40 - 200 m - feminino
                10:00 - 200 m - masculino
                10:05 - Lançamento do dardo - masculino
                10:10 - Salto em distância - feminino
                10:20 - 3.000 m com obstáculos - masculino
                10:40 - 800 m - feminino
                11:00 - Salto triplo - feminino
                11:02 - 100 m - feminino
                11:20 - 100 m - masculino
                11.35 - 400 m com barreiras - feminino


Texto:
Amanda Engelke-Secom



Inscrições para os Jogos
Paralímpicos Escolares
começam dia 7
                A Secretaria de Estado de Educação (Seduc), por intermédio do Núcleo de Esporte e Lazer ( NEL), divulgou o calendário oficial dos V Jogos Paralímpicos Escolares Paraenses. Professores de Educação Física podem inscrever os alunos portadores de deficiência física, visual e intelectual das escolas da rede pública de ensino a partir da próxima segunda-feira, 7, até o dia 18.
                A abertura oficial está prevista para o dia 13 de junho, no NEL, a partir das 17 horas. No período de 14 a 16, os alunos disputarão as modalidades de goalball, volei sentado, futsal, futebol, atletismo, tênis de mesa e bocha. As competições de atletismo, natação e judô serão realizadas no Campus III da Universidade do Estado do Pará - UEPA.
Serviço: As inscrições iniciam no próximo dia 07, com encerramento no dia 18, no horário de 08h as 15h, no Núcleo de Esporte e Lazer, localizada à rua D. Romualdo de Seixas, nº 2115, entre Diogo Moia e Oliveira Belo, no bairro do Umarizal. Mais informações pelo fone (91) 3201-5901, com as professoras Conceição Filgueiras e Telma Bezerra.

Texto:
Izabel Cunha-Seduc


Devisa fiscaliza qualidade
do açaí vendido na
feira da Pedreira


Pontos de venda de açaí no bairro da Pedreira receberam a fiscalização dos técnicos do Departamento de Vigilância Sanitária de Belém (Devisa), na manhã desta quinta-feira (03). O objetivo era verificar, principalmente, se os comerciantes obedeciam às normas fundamentais de higiene.
“Preparar e vender açaí de forma segura, é uma questão de saúde pública”, foi o que afirmou o senhor Heron Amaral, que há nove anos vende açaí dentro da feira da Pedreira e que ao ser  vistoriado, chamou atenção de todos por seguir à risca os padrões exigidos pela vigilância. O único problema era que a licença de funcionamento do ponto de venda venceu no final do mês de março passado, mas o proprietário se comprometeu a renová-la  com urgência.
“Há nove anos estou aqui dentro da feira da Pedreira vendendo açaí. Já participei de cursos sobre segurança alimentar e sei da importância que devemos dar ao preparo do açaí. Procuro sempre seguir as recomendações, nem sempre consigo fazer tudo de uma vez só, mas faço, pois se o produto que você vende não for de qualidade, você corre o risco de prejudicar a saúde dos clientes.”, afirmou o vendedor.
Segundo Renata Parente, fiscal do Devisa que comandava a operação, nos outros pontos de venda vistoriados pelos profissionais da vigilância sanitária, foram constatados problemas pontuais. “Observamos falta de higiene na manipulação do fruto ou na limpeza dos instrumentos usados no processo de preparo do açaí, falta de uniformes, de  materiais de higiene e de segurança, uso de materiais inadequados ou que possam permitir a proliferação de micro organismos, além da falta das documentações básicas”, informou.
No primeiro ponto fiscalizado pelos agentes, na travessa Mauriti, próximo à esquina da Pedro Miranda, o responsável pelo local não sabia da obrigatoriedade de documentos, como a licença de funcionamento emitida pelo Devisa, os frutos não eram higienizado de forma correta e a limpeza do local não era adequada. No segundo ponto de venda, os fiscais observaram que, apesar de uma tentativa de isolar o ambiente onde o açaí era preparado, o isolamento não estava funcionando e o produto era comercializado juntamente com carnes bovina, suína e de frango, situação irregular segundo a legislação sanitária vigente.
O processo de branqueamento é hoje o mais recomendado para higienização correta do fruto, consiste em primeiramente peneirar os frutos, para que sujeira e outras partículas sejam separadas, após isso, o açaí deve ser lavado em água corrente, ser banhado em uma solução de água com hipoclorito e novamente lavado em água corrente para retirar o excesso de hipoclorito. Após estes primeiros passos, os grãos devem ser mergulhados, por 10 segundos, em água a 80C° e logo em seguida banhados em água fria, para que o choque térmico possa matar as últimas bactérias.


Texto: Fernando Rodrigo Diniz – Ascom Sesma
Fotos: Comus



Curso de Educação Física da
UEPA comemora 42 anos
                Nesta sexta-feira, 11, o curso de Educação Física da Universidade do Estado do Pará (Uepa) comemora 42 anos de funcionamento e, para marcar a data, a Coordenação Administrativa do campus III, no bairro do Marco, onde funciona a graduação, fará uma programação especial durante todo o dia, reunindo servidores, professores e alunos. Pela manhã, a partir das 10h, serão realizados torneios de futebol. Ao meio-dia será servido um almoço na quadra coberta, onde um DJ animará os participantes da festa.



Sema discute a implantação
de portos em Itaituba para
o transporte de grãos
                O secretário de Meio Ambiente do Estado, José Alberto Colares, participou nesta quinta-feira, 3, de uma reunião na sede da Sema  para tratar do licenciamento ambiental a portos e dos investimentos sociais a serem feitos na região de Itaituba. Os portos Miritituba, Hidrovias do Brasil e outros cinco em vias de implantação, planejados para o distrito de Miritituba, no município de Itaituba, oeste do Pará, servirão de entreposto estratégico entre a produção de grãos no Estado de Mato Grosso e a exportação via porto graneleiro de Barcarena, além de outras cargas. Os possíveis impactos ambientais nos meios físico, biótico e socioeconômico estiveram na pauta do encontro de hoje.
                Colares ressaltou aos representantes de organismos presentes no encontro - Sespa, Seduc, Sagri, Cosanpa, Segup, Seicom, Seidurb e Companhia de Portos do Estado - que entre as principais preocupações do Governo do Estado com relação ao setor naquela região estão a “erosão e assoreamento do rio Tapajós, a perda de espécies vegetais, a garantia do aproveitamento da mão-de-obra local e a poluição do ar causada pela movimentação dos caminhões de cargas”.
Na ocasião, foi estabelecido um compromisso coletivo de se apresentar análises de como o Pará poderá atender as demandas da população da região com a chegada desses empreendimentos, além da viabilidade ambiental determinada pela Sema na concessão do licenciamento para a atividade. “A partir dessas avaliações, as empresas empreendedoras poderão participar desse processo, através de convênios e cooperações técnicas, juntamente com os poderes municipal e estadual”, prevê o engenheiro sanitarista Luiz Flávio Bezerra, coordenador de Licenciamento Ambiental da Sema.
                A criação de um Distrito Portuário e Industrial viabilizará o ordenamento territorial e ambiental da região. Será necessária a desapropriação de áreas privadas para a criação do distrito ou o fomento às sete empresas - já reunidas em uma associação - para que seja apresentado um único Estudo de Impacto de Ambiental (EIA/Rima) para as cinco empresas que ainda não protocolaram o documento na Sema. A partir daí será elaborado o plano diretor para a região de Itaituba, condicionado a regras públicas.
                Os empreendedores alegam que o sistema de transporte de produtos agrícolas tem grande importância nos custos da cadeia produtiva e investimentos nesse segmento são necessários para a competição no mercado internacional. Há previsão da criação de centenas de empregos nas fases de instalação e na operação dos projetos.
                Entre as necessidades de infraestrutura estão a construção de prédios, balanças rodoviárias, unidades classificadoras de qualidade de produto, armazéns de estocagem, sistemas de transportadores de correia para recebimento e expedição de grãos, tombadores de caminhões, rampa fluvial, e um conjunto metálico ponte de acesso/píer para embarque dos grãos em comboios de barcaças que vão percorrer as hidrovias dos rios Tapajós, Amazonas e Pará até o Terminal Graneleiro de Barcarena.
                Os portos serão instalados na margem direita do rio Tapajós, do outro lado da cidade de Itaituba. Além da infraestrutura necessária, os investimentos nos estudos relativos à água, solo, animais, plantas e às pessoas estão acompanhados de medidas de controle e compensação ambiental que garantem a sustentabilidade socioambiental.


Texto:
Káthia Oliveira-Sema



Estação oferece programação
musical variada nos
palcos deslizantes
                No mês em que a Estação das Docas completa doze anos, o projeto Música no Ar oferece uma programação especial nos palcos deslizantes do Armazém 1 e 2. O cantor Flávio Cristino é uma das atrações. Ele se apresenta todas as sextas-feiras de maio (4, 11, 18 e 25), com um repertório que mistura MPB, pop rock e carimbó. “Faremos duas horas de show no formato acústico, com voz e violão, e na guitarra semiacústica, com o Neném Silva”, adianta.
                Desde que foi fundada, em 2000, a Estação tem o Música no Ar nos palcos deslizantes, com artistas se apresentando diariamente. “A programação oferece um repertório pop rock voltado para o público que frequenta o happy hour. O diferencial neste armazém é a Quarta Sertaneja, como cantor Flávio Gomes, sempre a partir das 21 horas”, explica a assistente cultural da Estação, Larissa Brito. No Armazém 2, o repertório privilegia a Música Popular Brasileira.
                A cantora Juliana Franco é um dos destaques no Armazém 2, se apresentando sempre aos sábados, a partir de 22h45. O cantor Jorge Adônis é outra novidade, que sobe no palco às segundas-feiras, a partir das 21 horas.

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000



Uepa promove Semana de
Tecnologia integrada
entre 9 e 12 deste mês
                A Universidade do Estado do Pará (Uepa) promove, entre os dias 9 e 12 deste mês, a I Semana de Tecnologia do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT), que pretende discutir tecnologia a partir das produções científicas saídas dos cursos de graduação e de pós-graduação. O evento acontece no próprio centro, no bairro do Marco.
                A semana acadêmica funcionará como espaço de integração, interlocução e interdisciplinaridade, abordando temas como ética, ciência, tecnologia, inovação, sustentabilidade e Amazônia. Durante os quatro dias, haverá palestras, workshops, oficinas, minicursos e outras atividades abertas a toda comunidade acadêmica e técnica do Estado.
                As inscrições podem ser feitas até 8 deste mês e custam R$ 10 para quem quiser participar somente das palestras ou R$ 20 para quem vai participar também dos minicursos. A palestra de abertura será da reitora da Uepa, Marília Brasil Xavier, sobre "Ética, ciência e tecnologia: inovação para a sustentabilidade na Amazônia", às 9 horas do dia 9, no auditório do CCNT.
                O secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação, Alex Fiúza de Mello, também participa do evento, proferindo a palestra "A política estadual de desenvolvimento sustentável", dia 10, às 8h30, no mesmo auditório.A coordenadora geral da programação, Daniele Mendonça, destaca ainda o I Fórum de Estágio e o Fórum de Iniciação Científica de Ensino, Pesquisa e Extensão.
Serviço: I Semana de Tecnologia do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia da Uepa. De 9 a 12 deste mês, no CCNT (travessa Enéas Pinheiro, 2.626, Marco). Inscrições no site http://www.uepa.br/paginas/ccnt/inscricoes.html até 8 de maio, com pagamento da taxa de inscrição nos centros acadêmicos dos cursos. Mais informações: (91) 3276-9511, ramal 223.

Texto:
Marcela Conde-Uepa


N​ova etapa das obras do BRT
altera trânsito na
Almirante Barroso
Com o avanço das obras do BRT na Avenida Almirante Barroso, a partir do dia 8 de maio,próxima terça-feira, o corredor de tráfego naquela via, no sentido São Brás-Entroncamento, passará por nova interferência para que a Prefeitura de Belém dê início aos serviços de fresagem da pavimentação da pista.
Com a utilização de máquinário específico, a fresagem é a retirada do asfalto antigo para posterior concretagem da via. No dia 8, a ação será de sinalização, com a retirada de uma parte do gradil da ciclovia (no trecho em frente ao conjunto Costa e Silva), que será reaproveitada para demarcar a área de atuação da máquina e dos operários.
Nesta fase, o fluxo na ciclovia será de mão dupla, e duas faixas da Almirante Barroso estarão fechadas, conforme explica o engenheiro Régis Barata, da Andrade Gutierrez.
A entrada do maquinário específico para a retirada da pavimentação neste trecho, acontece no dia 9,quarta-feira.
Nesta sexta-feira,4, a coordenação do Promaben e a CTBel reúnem com a imprensa para explicar como ficará o trânsito na Avenida Almirante Barroso durante a execução das obras, as próximas etapas da obra e as interferências que vão afetar o trânsito principalmente nos cruzamentos ao longo da via até a Avenida Governador José Malcher . Além disso, serão apresentadas as vias alternativas que os condutores deverão utilizar para acessar o centro da cidade a partir do Entroncamento.



Manejo florestal comunitário
e familiar ganhará
política estadual
                Começam em agosto deste ano as audiências públicas para elaboração da minuta do projeto de lei da Política de Manejo Florestal Comunitário e Familiar do Pará. A data foi definida esta semana, em reunião do grupo de trabalho coordenado pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal do Estado (Ideflor). Uma das etapas da criação da política são as audiências públicas que vão ocorrer em cinco municípios do Estado: Belém, Altamira, Breves, Marabá e Santarém.
                A criação de uma política específica vai regulamentar as atividades que envolvam o manejo florestal comunitário no Estado. Na reunião, foi entregue o relatório com o levantamento do arcabouço normativo nacional existente sobre o tema. “Isso trará segurança jurídica às outras etapas da elaboração da política. A intenção é alavancar as discussões sobre o tema do ponto de vista normativo e compartilhar experiências”, disse o diretor geral do Ideflor, Thiago Valente.
                Participaram da reunião representantes dos seguintes órgãos: Instituto Internacional de Educação do Brasil (EB), Banco do Estado do Pará (Banpará), Procuradoria Geral do Estado (PGE), Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), Universidade Federal do Pará (UFPA), Ministério Público Estadual, Instituto Floresta Tropical (IFT), Federação de Órgãos para Assistência Social e Educacional (Fase), Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), Instituto Peabiru e Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater).

Texto:
Flávia Ribeiro-Ideflor



Programa de equoterapia
da Polícia Militar promove
inclusão e forma atletas




                Em 1993, a Polícia Militar do Pará inaugurou seu primeiro centro de equoterapia no estado. A iniciativa, pioneira e gratuita, auxilia na recuperação de pacientes com problemas neurológicos e com lesão motora. Quase vinte anos depois, o trabalho continua no Centro Interdisciplinar de Equoterapia (CIEC), em Belém, onde são atendidas 68 pessoas, entre adultos e crianças. Com idades que variam entre dois e 60 anos, os pacientes praticam uma terapia diferente, que inclui cavalos em todas as atividades, e participam de projetos socioculturais que promovem a inclusão social de pessoas com deficiência.
                O Centro funciona desde 2004 na Clínica Médico-veterinária da Polícia Militar, localizada atrás do Estádio Olímpico do Pará. Os praticantes são atendidos uma vez por semana, em sessões de 30 minutos. A equipe é formada por fisioterapeutas, psicólogos, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, pedagoga, médicos veterinários e três equitadores da PM, que fazem o treinamento dos cavalos e a condução dos animais durante a terapia. Todos são funcionários públicos do Estado e possuem cursos específicos para desenvolver estas funções, oferecidos pela Associação Nacional de Equoterapia, com sede em Brasília.
“Para realizar este trabalho de equoterapia, os profissionais envolvidos precisam fazer cursos oferecidos pela ANDE. Além disso, nossa equipe participa de cursos regulares para aperfeiçoar as técnicas em todas as áreas de atuação. Nunca tivemos um acidente sério no CIEC e trabalhamos para oferecer o melhor atendimento aos praticantes da equoterapia”, explica o Tenente Braga, subcoordenador do Centro.
                O trabalho terapêutico feito pela equipe multidisciplinar é individualizado. Cada praticante tem metas específicas a atingir, mas o picadeiro, ambiente onde as atividades são desenvolvidas, é compartilhado por todos. Bruna Miranda, fonoaudióloga do CIEC, explica a diferença da equoterapia da terapia convencional. “O ambiente terapêutico é diferente. Na equoterapia nós trabalhamos o indivíduo como um todo, num espaço lúdico que estimula vários sentidos ao mesmo tempo. O movimento tridimensional oferecido pelo cavalo estimula e melhora a postura correta e o equilíbrio e isto está relacionado, dentre outros pontos, à produção da voz e da fala. Este movimento tridimensional promove um resultado que não se obtém em nenhum laboratório”, explica.
                O programa de equoterapia é dividido em três subprogramas. A Hipoterapia, que envolve os praticantes iniciantes; Educação e Reeducação, que é a fase complementar da primeira e prepara o paciente para a última etapa, na qual apenas alguns praticantes são selecionados; e o Esportivo, onde há o treinamento para participação de competições Paralímpicas. “Todo este trabalho só é possível graças a parcerias firmadas. O Governo do Estado do Pará, a Associação Paraense de Equoterpia, a Associação dos Amigos do CIEC e o regimento de Polícia Montada da PM são imprescindíveis para oferecermos a equoterapia no Estado”, diz o Tenente Braga.
Superação
                Bruno Lins, 27 anos, é praticante da equoterapia e atleta paralímpico desde 2007. Por meio de uma parceria entre o CIEC e a Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel), hoje ele treina para alcançar índice para as Paralimpíadas de Londres. A trajetória dele, marcada por muitos desafios, encontrou caminho na equoterapia. “Quando o Bruno nasceu a médica disse que ele não iria sobreviver, porque ficou sem oxigenação durante o parto e desenvolveu paralisia cerebral. Mas ele não apenas sobreviveu como hoje é um atleta, cursando a segunda faculdade e treinando muito para ir às Olimpíadas de Londres. Atribuo esta vitória à persistência dele e à equoterapia, que mudou a vida do meu filho”, comenta Socorro Alencar. Bruno pratica atletismo e hipismo adaptado. Tem mais 100 medalhas e desde 2007 viaja até três vezes ao ano para competir.
                Até completar 10 anos Bruno sequer andava. Foi um processo lento, uma história de superação que envolveu toda a família. Sua mãe o carregava todos os dias para equoterapia. Socorro conta que a primeira vez que ele firmou o pescoço e sentou foi em cima de um cavalo. Seus primeiros passos foram ao lado do animal. “O cavalo é o alicerce do Bruno. A trajetória de saúde do meu filho é incrível, ele não andava nada e hoje é um velocista. Eu vivia em função dele, que hoje sai de casa às sete da manhã e só chega às onze da noite. Ele treina, trabalha e faz faculdade de Educação Física a noite, é uma pessoa totalmente independente”, diz Socorro.
                O talento para o atletismo foi descoberto em 2007, quando ele participou dos Jogos Universitários Paralímpicos (JUP) em São Paulo. A comitiva paraense precisava de um atleta com paralisia cerebral e que fosse universitário. Bruno era o único com estas características. Em uma das atividades desenvolvidas pelo CIEC ele foi descoberto e do convite ao embarque passaram-se apenas dois dias. Ele nunca havia viajado sem os pais e tampouco participado de uma competição de atletismo. A mãe ficou apreensiva, mas ele não teve dúvidas e decidiu viajar sozinho pela primeira vez.
“Eu sou o único atleta com paralisia cerebral que representa o Pará em competições de atletismo. Voltei desta competição com a minha primeira medalha de prata nos 100 metros, e olha que não tinha nem tênis pra competir, usei um velho do meu irmão, que tinha um buracão. Acho que corri rápido naquele dia porque o chão estava quente e queimava o meu pé”, conta Bruno, se divertindo com as lembranças do início da carreira esportiva. Hoje ele não enfrenta mais estas dificuldades. Através da Secretaria de Estado de Esporte e Lazer (Seel) ele recebe uma bolsa mensal e é treinado, há sete anos, por Suzete Montalvão, no Estádio Olímpico do Pará.
Atividades sociais
                A Associação dos Amigos do CIEC realiza desde 2005 atividades voltadas para inclusão das pessoas com deficiência. Junto ao Centro eles promovem passeios e eventos regulares para os praticantes e suas famílias, promovendo, com isso, a interação e inclusão social.
                O maior evento acontece no final do ano, em comemoração ao Natal. No ano passado, os praticantes apresentaram o espetáculo “Cavalo Mágico” e este ano se preparam para os ensaios do “Torneio Medieval”. “Essa çprogramação de fim de ano são abertos ao público e envolvem todos os participantes da equoterapia. Nosso objetivo é incluir socialmente as pessoas com deficiência mostrar que elas são capazes de atuar, montar a cavalo e encantar as pessoas”, comemora o Coronel Polaro, presidente da Associação.
Como fazer equoterapia
                As pessoas interessadas em fazer ou inscrever alguém na equoterapia devem procurar, sempre no início do semestre, a Clínica Médico-veterinária da PM no horário comercial. Os requerentes devem levar os laudos relativos ao paciente, fazer a inscrição e aguardar o contato para marcar avaliação. A lista de espera atual conta com 200 nomes.


Texto:
Julia Garcia-Secom



Missão do Tesouro
Nacional visita o Pará
                Prosseguem nesta quinta-feira, 3, as reuniões técnicas com a missão da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) que visita, desde a quarta-feira, 2, o Pará, para avaliar o Programa de Ajuste Fiscal (PAF) 2012, e discutir as metas a serem firmadas para o próximo triênio (2012-2014). As reuniões  acontecem na sede da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa), em Belém. No primeiro dia, os técnicos da STN, Maria dos Remédios Vilar Teixeira e Bento André de Oliveira, foram recebidos pelo governador do Estado, Simão Jatene.
                A missão da STN vai receber informações dos titulares e técnicos da Secretaria Especial de Gestão (Seges), Sefa, Secretaria de Administração (Sead), Secretaria de Planejamento (Sepof), Instituto de Gestão Previdenciária (Igprev) e Procuradoria Geral do Estado (PGE).
                De acordo com o secretário da Fazenda, José Tostes Neto, “as perspectivas para essa reunião são as melhores possíveis, pois os números apurados apontam para o cumprimento de todas as metas pactuadas para 2012 e a boa situação fiscal do Estado servirá de parâmetro para a repactuação do próximo triênio”. A secretária adjunta do Tesouro na Sefa, Adélia Macedo, esclarece que, a partir da visita da Missão, o Pará terá até o dia 31 de maio para assinar o Relatório de Avaliação 2011, e até 31 de outubro para assinar o documento com as metas do PAF para o período de 2012-2014.

Texto:
Ana Márcia Pantoja-Sefa



Fumbel inscreve Quadrilhas
Mirins e Bois-Bumbá​s
até esta sexta-feir​a,4
As quadrilhas mirins e os grupos de bois-bumbás que irão participar do Concurso Oficial de Quadrilhas Juninas e da programação do Arraial 2012 tem até esta sexta-feira, 4, para efetuarem suas inscrições na sede da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel). A partir de segunda-feira, 7, são as quadrilhas adultas da capital que irão se habilitar ao certame. As inscrições estão sendo feitas de 8h30 às 14h.
Com um cronograma de datas de inscrições específico para cada grupo e segmento cultural, a Fumbel deu início na última quarta-feira (2), às inscrições para o Arraial de Belém 2012. Serão 17 dias de quadra junina, no período de 15 de junho a 1º de julho. Este ano, a Fundação espera um recorde nas inscrições em relação aos anos anteriores.
Os grupos juninos interessados em participar dos concursos devem preencher a Ficha de Inscrição disponibilizada pela Fumbel e apresentar no ato da inscrição as cópias do RG, CPF e do PIS/PASEP, bem como, o comprovante de residência dos representantes/responsáveis oficiais da quadrilha junina; e ainda, o histórico resumido do grupo, em CD ou pen drive; e a indicação da música de apresentação, com os nomes dos respectivos intérpretes e compositores.
As concorrentes aos títulos de misses deverão apresentar no ato da inscrição, para conferência: RG e CPF da candidata, se maior de 18 anos; RG e CPF dos pais e/ou responsáveis da candidata e a Certidão de Nascimento, caso seja menor de idade.
A diretora do Departamento de Ação Cultural da Fundação Cultural do Município, Lídia Albuquerque, alerta para as datas das inscrições, que não serão prorrogadas. De 2 a 4 de maio, inscrições das Quadrilhas Juninas Mirins e dos Grupos de Boi-Bumbá. De 7 a 11 de maio, Quadrilhas Juninas Adultas de Belém. De 14 a 16, Quadrilhas Juninas dos Municípios. Nos dias 17 e 18, farão suas inscrições para participar da programação os Pássaros Juninos, os Grupos de Toadas e os Grupos Parafolclóricos. E encerrando as inscrições, nos dias 21 e 22 de maio, as candidatas a Miss Melhor Idade e Miss Caipira Gay.
Serviço – Inscrições para os Concursos Juninos Oficiais da Prefeitura de Belém até 22 de maio, na Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), de 9h às 14h. A Fumbel fica na Rua Padre Champagnat, s/n – Cidade Velha. Informações: 3230-1926 / 3230-3281.

Vanda Duarte



Emater realiza primeira
exposição de flores de Benfica
                Será realizada nos próximos dias 6 e 7 de maio, o primeiro festival de flores e a primeira copa municipal de arte floral de Benevides, na Região Metropolitana de Belém. O evento, que é realizado pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), através do escritório regional das Ilhas é um marco inicial que se desdobrará numa série de encontros descentralizados que objetivarão colher propostas para a elaboração de uma política pública específica municipal e estadual para o setor.
                A Emater contribui com a proposta, prestando serviço de assistência técnica e extensão rural  voltado para a pesquisa com elaboração de um diagnóstico que venha pontuar as potencialidades e entraves da atividade no município na difusão da atividade da floricultura no município, afim de contribuir com o fortalecimento do setor.
                Na região metropolitana de Belém, a atividade de produção de flores e plantas ornamentais, tropicais de corte, canteiros e em vaso é um processo que perdura há décadas e que está associado, principalmente, ao crescimento da demanda interna por produtos para ornamentação e paisagismo decorrentes da consolidação das áreas urbanas. A atividade é desenvolvida em maior proporção por pequenos agricultores familiares que cultivam produtos hortifrutigranjeiros e por profissionais oriundos de diversos segmentos produtivos urbanos que buscam uma nova alternativa de renda familiar.



Inscrições para a 13ª Feira de
Talentos prorrogadas
até 10 de maio
                Continuam abertas as inscrições para a 13ª Feira de Talentos, evento que promove a exposição e venda de peças artesanais, exclusivamente produzidas pelos servidores públicos da administração direta e indireta do estado do Pará. O prazo foi prorrogado até o dia 10 de maio devido a mudanças feitas na organização da feira. Este ano, os participantes vão mostrar seus produtos durante dois dias, no Campus Básico da Universidade Federal do Pará (UFPA).
                Nos dias 30 de junho e 1º de julho, das 8h às 18h, diversas peças artesanais estarão expostas na Feira de Talentos, como acessórios, pinturas, porta-joias, objetos de decoração, brinquedos, artigos regionais e bombons regionais, entre outros. O servidor (efetivo, estável, temporário, comissionado ou inativo) deve se dirigir à Coordenadoria de Valorização da Cidandania, da Escola de Governo do Estado do Pará (EGPA), para efetuar a inscrição, nos horários de 9h as 12h e de 14h as 17h. Além de uma mostra de cada um dos trabalhos a serem expostos, o interessado deve levar uma cópia do último contracheque e da carteira de identidade.
                Em sua 13º edição, o evento é organizado pela EGPA, órgão responsável por promover a valorização dos trabalhadores da rede pública. Com a Feira de Talentos, o governo busca incentivar o empreendedorismo e a criatividade, oportunizando uma experiência de socialização e reconhecimento das aptidões artísticas do servidor.
                Para a realização do evento, a EGPA fornece todos os recursos, incluindo camisas, espaço físico e a infraestrutura necessária à montagem de barracas individuais para a comercialização dos produtos. A exposição será aberta ao público em geral e a renda gerada na comercialização dos produtos será totalmente do servidor-expositor. No ano passado, quando foi retomada, a feira teve mais de cinco mil visitantes e reuniu expositores de 29 órgãos estaduais.
Serviço: A Escola de Governo do Estado do Pará fica na avenida Almirante Barroso, nº 4314, bairro do Souza, em Belém. As inscrições estão sendo realizadas no horário de 9h as 12h e de 14h as 17h. Maiores Informações pelo telefone (91) 3214-6835 ou pelo e-mail cvc1.egpa@gmail.com.


Texto:
Daniele Brabo-EGPA



Pará deve receber cerca de
850 mil turistas em 2012
                O Pará, segundo dados da Companhia Paraense de Turismo (Paratur), deve encerrar 2012 com um fluxo superior a 850 mil turistas, oriundos do Brasil e também de outros países, a exemplo dos Estados Unidos, Portugal, França e departamentos franceses. Incrementar esse fluxo, que em 2011 ultrapassou 770 mil turistas, que deixaram no Pará R$ 380 milhões de reais, é uma das metas da Paratur ao realizar em Belém no próximo mês mais uma edição da Feira Internacional de Turismo da Amazônia (Fita).
                De acordo com Socorro Costa, presidente da Paratur, o evento, que acontece de 21 a 24 de junho com o tema “Oportunidade de turismo na Amazônia”, tem como objetivo se consolidar como o maior evento de receptivo turístico internacional na região amazônica.   Para tanto, espera reunir cerca de 600 participantes, entre operadores, agentes de viagens e realizadores de eventos dos mercados prioritários apontados pelo Plano Estratégico de Turismo do Pará, o “Ver-o-Pará”.
A novidade desta 6ª edição da Fita é a prioridade que o Governo do Pará, por meio da Paratur e da Setur (Secretaria de Estado de Turismo do Pará) pretendem dar a captação de bayers e suppliers (compradores e vendedores) que comercializam o Pará nos mercados apontados pelo Plano, entre eles Portugal,  França, Inglaterra, Alemanha, Noruega, Suécia, Dinamarca, Guianas, etc.
“Também buscamos a participação da entidades realizadoras de congressos, feiras, encontros e outros que trazem fluxo para o Estado”, afirma Socorro Costa, ao informar que a Fita 2012 acontece no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Ela adianta que São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e os estados amazônicos vizinhos ao Pará são alguns dos que fazem parte do mercado nacional que a Paratur almeja garantir a participação na Fita, cuja estrutura estará dividida em espaços temáticos, programação técnico-científica, bolsa de negócios e missões promocionais.

Texto:
Benigna Soares-Paratur



Dia D de Vacinação contra a
gripe acontece em
Belém neste sábado
Acontece neste sábado (05) o “Dia D de Vacinação contra a influenza sazonal - gripe” no município de Belém e na região das ilhas. O objetivo da campanha é vacinar mais de 200 mil pessoas, entre idosos acima de 60 anos, crianças de 06 meses a menor de dois anos, gestantes em qualquer período gestacional e trabalhadores de saúde.
Em Belém, o trabalho realizado em parceria pelo Ministério da Saúde e Prefeitura de Belém, vem superando a meta estipulada nos últimos anos. A Campanha de Vacinação 2012 teve início no último dia 23 de abril, em todas as Unidades Municipais de Saúde de Belém e se estenderá até o dia 25 de maio.
Segundo os números do Ministério da Saúde, em Belém serão vacinados 129.929 idosos, 17.371 gestantes, 34.742 crianças, além de 18.689 trabalhadores da área da saúde.
O “Dia D” acontece para facilitar o acesso às pessoas que não dispõem de tempo para ir às unidades de saúde durante a semana. Serão instalados postos de vacinação em diversos locais públicos, como praças e igrejas. No domingo (06), a Prefeitura de Belém dará continuidade à vacinação em alguns pontos estratégicos da capital.
Durante todo o período da campanha (de 23 de abril a 25 de maio)  a vacina estará disponível em toda rede básica de saúde da capital paraense. Serão instalados ainda, postos temporários de vacinação em locais estratégicos de grande circulação da população idosa e gestantes.
A Campanha Nacional de Vacinação segue indicações da Organização Mundial de Saúde – OMS, que recomenda a imunização da parcela da população compreendida como mais frágil e vulnerável, sujeita a complicações decorrentes de uma gripe mal tratada. Em todo o mundo, a gripe é uma doença que preocupa as autoridades sanitárias e organizações de saúde, pela gravidade e rapidez na transmissão.
Serviço: Dia D de Vacinação. Relação dos postos de vacinação para o sábado, 05/05.
Unidades Municipais de Saúde (UMS)
URES Presidente Vargas
Líder Doca
CASSI - Associação do Banco da Amazônia, na avenida José Bonifácio,próximo à igreja de Fátima.
Supercenter Nazaré - Av.Duque de Caxias/Travessa São Francisco
Praça Batista Campos – Pe. Eutíquio
Praça Batista Campos – Serzedelo
Clube do Remo
Yamada Pátio Belém
Líder Canudos
OAB-Pará- Praça Barão do Rio Branco, esquina com Gama Abreu,próximo à Igreja da Trindade.
Postos de vacinação no domingo (06)
Assembleia de Deus – Templo Central (14 de março)
Praça da República
Igreja de Santa Cruz
Praça Batista Campos
Igreja Batista – Assis de Vasconcelos



Sagri entrega embarcações
a pescadores e produtores
rurais de cinco municípios.
A festa foi no "Comercial Teixeira"




                O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Agricultura (Sagri), entregou nesta quinta-feira, 3, mais cinco barcos para pescadores e produtores rurais de associações de cinco municípios. As embarcações, feitas em madeira, com custo unitário de aproximadamente R$ 13 mil e fabricadas em Belém, foram entregues pelo secretário de Estado de Agricultura, Hildegardo Nunes,  no porto da Estância Teixeira, na Estrada Nova, na manhã de hoje.
                Hildegardo recomendou aos representantes das associações que cuidem bem desses barcos, visto que eles servirão não apenas para escoar a produção dos pescadores artesanais e produtores rurais, mas atenderão as comunidades no transporte de pessoas, podendo até salvar vidas.
“Com isso nós vamos evitar o custo do frete para o transporte dos produtos, vamos aumentar a renda dos produtores e, acima de tudo, permitir que se melhore a condição de vida de quem vive na zona rural. É isso que nós queremos fazer: fortalecer a produção familiar, fortalecer os nossos ribeirinhos e fazer que tenhamos verdadeiramente o desenvolvimento sustentável”, afirmou o secretário.
                Rosinaldo Cruz Leal, presidente da Associação dos Pescadores Artesanais do Município de Soure (Aspamis), que reúne 7 mil pescadores artesanais, disse que as embarcações vão possibilitar aos pescadores transportar o peixe que vem de áreas mais distantes da sede do município - a mais ou menos um dia de viagem - para ser comercializado em Soure. "Hoje a maioria de nós não dispõe de condições pra isso. Estamos certos de que a vida do pescador da região vai melhorar bastante”.
Cerca de 400 famílias de pequenos produtores rurais que moram em ilhas próximas de Mocajuba serão beneficiados com o barco recebido pelo Instituto de Pesquisa Socioambiental da Amazônia, que trabalha com cinco associações de produtores da região das ilhas. “Com esse barco a gente vai melhorar tanto o atendimento aos agricultores ribeirinhos quanto o escoamento da produção. Ele vai ser de extrema utilidade para a comunidade ribeirinha, que tem a demanda de uma logística diferenciada”, diz Maria Trindade, presidente do instituto, que também incentiva a agricultura sustentável com o plantio de cacau, que não prejudica o equilíbrio ambiental da ilha.
“Além de ajudar no trabalho que já é feito com o turismo comunitário e com a pesca esportiva, esse barco também vai servir para os produtores rurais da nossa região”, afirma Pedro Paulo dos Santos, o Pedrinho, presidente da Associação de Moradores e Amigos de Vila Galdina (Amavig), em Salinópolis, que reúne aproximadamente 750 pessoas.
                O Governo do Estado já entregou 15, dos 20 barcos previstos para serem repassados nesta etapa, faltando somente mais cinco embarcações - que deverão beneficiar associações de produtores e colônias de pescadores. Estamos analisando, agora, quais delas tem maior necessidade desse auxílio.
                Os barcos têm aproximadamente 10 metros de comprimento por 1,3m de largura, com capacidade para 2,3 toneladas e 8 passageiros. Todos são equipados com motor a diesel, de 16 cavalos vapor, com partida manual e elétrica, máquina de leme, manete, extintores de incêndio, coletes salva-vidas e proteção antiescalpelamento.

Texto:
Raimundo Sena-Sagri

Pará gera mais de 4,5 mil
empregos no primeiro
trimestre de 2012

Roberto Sena, do Dieese com o secretário estadual
do Trabalho Celso Sabino


                O Pará continua batendo recordes de geração de empregos. O interior do Estado vem abrindo uma elevada quantidade de vagas no mercado formal, principalmente nos setores de serviço, comércio, construção civil e extrativo mineral. Mesmo que o mês de março tenha apresentado uma pequena queda na geração de empregos, o primeiro trimestre do ano fechou com saldo positivo. Nos três primeiros meses de 2012 foram gerados 4.507 novos empregos.
                Os dados são do Projeto Observatório do Trabalho, da Secretaria de Estado de Trabalho Emprego e Renda (Seter) em parceria com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese-PA) divulgados na manhã desta quinta-feira (3). A pesquisa, chamada Mapa do Emprego Formal, é feita com base em informações oficiais do Ministério do Trabalho.
                Nos últimos 12 meses, de abril de 2011 a março de 2012, o Pará apresentou uma geração recorde de empregos formais. No total, foram feitas 369.731 admissões contra 320.799 desligamentos, o que gerou um saldo positivo de 48.932 cidadãos empregados com carteira assinada, um crescimento de 7,56%. Ainda nesse período, o setor de Serviços foi o que apresentou a maior geração de empregos formais, com 17.134 postos de trabalho, seguido do setor da Construção Civil, com 15.028 postos de trabalho; do Comércio com 11.022; do setor Extrativo Mineral, com 2.215; da Agropecuária, com 1.809 e da Indústria de Transformação, com 1.394 postos de trabalho.
                Até agora, só foi registrado recuo na geração de novas vagas no mês de março, uma queda de 0,02%. Foram 28.199 admissões contra 28.345 desligamentos, um saldo negativo de apenas 146 postos de trabalho.
                O Mapa do Emprego define a trajetória do emprego formal no Estado do Pará, abrangendo uma análise específica dos 51 municípios com mais de 30 mil habitantes, que correspondem a cerca de 36%, dos 143 municípios paraenses. Nos 51 municípios pesquisados e analisados pelo Dieese, foram feitas no primeiro trimestre de 2012 um total de 79.286 admissões contra 75.052 desligamentos, gerando um saldo positivo de 4.234 postos de trabalho.
                Também no mesmo período analisado, nos 143 municípios do Estado, foram feitas 86.704 admissões contra 82.197 desligamentos, gerando um saldo positivo de 4.507 postos de trabalho. No primeiro trimestre, do saldo total no Estado, 4.507 postos, cerca de 8% foram obtidos na Região Metropolitana de Belém, o que significa 360 novas admissões. Todo o restante, aproximadamente 92% (4.147 postos de trabalho) foram gerados no interior.
Perspectiva
                O Mapa do Emprego foi divulgado em entrevista coletiva pelo Secretário de Estado de Trabalho Emprego e Renda, Celso Sabino, e o coordenador técnico do Dieese-PA, Roberto Sena. A avaliação dos números do Pará foi positiva, o Estado continua crescendo. “Os dados estão mostrando. Estamos indo na contramão do resto do país. Os investimentos estão vindo. Postos de trabalhos nós temos, precisamos agora qualificar a nossa mão de obra”, argumenta Roberto Sena.
                Para continuar gerando empregos, o secretário Celso Sabino já está instalando um Núcleo de Monitoramento e Informação. “O Núcleo vai nos dar informações para saber que cursos abrir em cada município. Precisamos ter um retrato do Estado. Começamos com 5 mil só na Região Metropolitana, a meta é chegar a 30 mil nesse semestre. Para isso estamos juntando esforços com o Dieese, Idesp e Seicom, nossos parceiros nesse desafio”, revela.
                Além de promover a profissionalização da nossa mão de obra, a Seter cadastra currículos na Casa do Trabalhador, ligada ao Sistema Nacional de Emprego (Sine), que tem inserido muitas pessoas no mercado de trabalho. Ednaldo Botelho, por exemplo, é encanador e cadastrado no Sistema desde 1982. “Hoje estou empregado e consegui pelo Sine, mas não é a primeira vez. O Sistema já me conseguiu uns sete empregos em todos esses anos”, conta. O mesmo aconteceu com a operadora de caixa Francisca da Costa. “Um colega me avisou da Casa do Trabalhador e eu fui lá cadastrar meu currículo. Fui chamada para entrevista e no mesmo dia consegui um emprego”, afirma.

Texto:
Gabriela Azevedo-Seter



“Segurança Sem Limites”
monta barreiras e
apreende veículos em Abaetetuba

                A operação “Segurança Sem Limites”, executada simultaneamente em 17 pontos de fronteiras do Pará, nesta quinta-feira, 3, desenvolveu diversas ações de combate a roubos de veículos, tráfico de drogas e de animais silvestres, entre outros crimes, no município de Abaetetuba, região do Baixo Tocantins. Durante uma barreira montada na entrada da cidade, a Polícia Militar abordou vários veículos e apreendeu uma motocicleta transportada ilegalmente dentro de um ônibus com passageiros.
                Mais apreensões ocorreram no centro da cidade, onde a PM abordou carros e motos para verificar a documentação desses veículos. Até o final da manhã, seis motocicletas foram apreendidas pela ausência desses documentos. Todos os veículos recolhidos foram encaminhados ao Departamento Estadual de Trânsito (Detran), que verificará a situação legal de cada um.
                Além da verificação dos documentos, as barreiras realizadas na manhã desta quinta em Abaetetuba também buscaram combater o tráfico de drogas e de animais silvestres, além do transporte ilegal de madeira, minério e de mercadorias. A fiscalização foi feita em parceira com a Polícia Militar, Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) e Secretaria de Estado da Fazenda (Sefa).
“A operação engloba vários aspectos da Segurança Pública. Aqui em Abaetetuba estamos reforçando o combate ao tráfico de drogas e de animais silvestres, pois temos várias denúncias deste crime ocorrendo no município. Nos próximos três dias vamos manter as barreiras estratégicas, checando veículos particulares, de passeio, coletivos e caminhões”, afirmou o sargento Sidcley Monteiro, que coordena a fiscalização pelo BPA.
                Além da fiscalização, o trabalho da Sefa é também de orientação. “Nós verificamos os veículos que transportam qualquer tipo de mercadoria e checamos se eles apresentam toda a documentação necessária para esse transporte, como nota fiscal ou Guia de Trânsito Animal. Caso o motorista não tenha esses documentos, nós o orientamos a emiti-los sob risco da mercadoria ser apreendida”, explicou a fiscal da Sefa, Francisca Machado.
Fluvial
                Além das barreiras estinadas à averiguação da situação dos veículos, a operação “Segurança Sem Limites” também é feita nos rios que cercam a cidade e as ilhas do município de Abaetetuba. Duas lanchas e uma balsa são utilizadas no trabalho, que conta com a participação de policiais militares e civis, além do Corpo de Bombeiros e Capitania dos Portos. A fiscalização fluvial deverá cumprir mandados de prisão, que são resultado de uma investigação iniciada pela polícia contra quadrilhas de piratas.
“A pirataria é muito recorrente na região. Os bandidos utilizam os rios para assaltar as embarcações, levando equipamentos, combustível e mercadorias. Nós já realizamos algumas prisões e a partir de hoje deveremos desarticular ainda mais a ação desses ‘piratas’”, assegurou o delegado Aurélio Paiva, da Polícia Civil.
Operação
                A operação “Segurança Sem Limite” reúne todos os órgãos do Sistema de Segurança Pública do Estado e conta com a parceira de organismos municipais e federais. O objetivo da operação é fortalecer o enfrentamento a crimes como contrabando, tráfico de entorpecentes, pirataria, tráfico de armas de fogo, munições e explosivos, evasão de divisas, crimes ambientais, desmatamento ilegal, comercialização ilegal de veículos e de madeira e ainda reforçar o bloqueio e a desarticulação das atividades de logística do crime organizado.
                Durante a operação, todos os órgãos envolvidos compartilham dados e informações sobre o andamento das ações. Uma Central de Processamento dos Resultados da Operação (CPRO) foi instalada na Delegacia Geral de Polícia Civil, em Belém. O monitoramento dos trabalhos e a apuração dos resultados da operação são de responsabilidade da Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal, da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Texto:
Thiago Melo-Secom



Prossegue treinamento
de primeiros-socorros
para servidores da Polícia Civil
                A Polícia Civil e o Corpo de Bombeiros Militar do Pará continuam o treinamento de primeiros-socorros para servidores da Polícia Civil, em Belém. Os alunos do curso receberam, nesta quinta-feira, 3, orientações sobre práticas de resgate de policial ferido em operação. Durante a aula, os servidores são treinados para proceder à imobilização e manuseio de colete balístico do policial e dar o pré-atendimento à vítima no local.
                Sob coordenação do major Quaresma, comandante do Corpo de Bombeiros Militar em Cametá, o treinamento é ministrado pelo sargento bombeiro Edmilson Lima, e soldado bombeiro Erick, no auditório B, do Complexo da Polícia Civil na capital a servidores policiais e administrativos.
                "Falamos aos servidores sobre a importância da parceria firmada entre Polícia Civil e Bombeiros. Pretendemos estender essa parceria com outras instituições e levar até o interior do Estado o treinamento a outros servidores", enfatizou o major Quaresma. Segundo ele, o curso visa basicamente ensinar aos servidores como proceder no local do acidente para possibilitar suporte básico de vida à vítima ou vítimas, e orientá-los sobre o que não fazer para evitar um agravamento do estado de saúde da pessoa", detalha.
                O treinamento segue nesta quinta-feira até as 17 horas. Nesta sexta-feira, 4, último dia do curso, haverá treinamento de resgate tático, pela manhã, na sede do Instituto de Ensino de Segurança do Pará (Iesp), em Marituba, para os alunos.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Lançamento estadual da
campanha de vacinação
contra a gripe
                A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) lança, neste sábado, 5 de maio, a 14ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza), que será dirigida a idosos, crianças de 6 meses a 2 anos, grávidas, índios e trabalhadores da saúde, a exemplo do que ocorreu na campanha do ano passado. Até o dia 25 de maio, a intenção da campanha é vacinar 535.135 idosos, 106.939 gestantes, 213.939 crianças de seis meses a menores de dois anos, 28.463 índios e 96.609 profissionais de saúde, totalizando 981.085 pessoas. A meta é imunizar, no mínimo, 80% desse total para manter uma boa cobertura vacinal.
                Um milhão de doses já foi distribuído pela Sespa a 3.730 postos de vacinação no Estado. Desses, 2.378 são postos fixos, que incluem unidades de saúde com sala de vacina, instituições de idosos e hospitais. Haverá, ainda, 1.309 postos volantes e 43 postos volantes fluviais. A secretaria estadual e as secretarias municipais de saúde mobilizarão 22.380 pessoas, 822 carros, 31 barcos, 25 bicicletas, 22 voadeiras, 18 motocicletas, 03 cavalos e 02 búfalos no sábado (5), justamente para atender as dificuldades naturais de acesso pelo Estado.



Projeto da Emater ajuda a
reflorestar propriedades
rurais em Altamira

                Trinta agricultores familiares assentados no projeto Itapuama, em Altamira, na BR-230, a Transamazônica, estão sendo orientados e capacitados a diversificarem a produção agrícola. Um trabalho desenvolvido pela Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater), está implantado no assentamento a cacauicultura, consorciada com espécies florestais.
                O projeto conta com o financiamento do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) linha A, no valor de vinte mil reais por família. O sistema cumpre dois objetivos, o reflorestamento das propriedades, diminuindo o passivo ambiental, e a comercialização das sementes das essências florestais, aumentando a renda das famílias.
                Cada agricultor recebe cerca de 70 plantas de variadas espécies de essência florestal como: Ipê, Acapu, Cedro, Mogno e a Seringa.   Quanto ao cacau, mil mudas híbridas são disponibilizadas por pessoa. A intenção é que os novos plantios que começam a produção econômica a partir do quarto ano alcancem uma produtividade média de 1 quilo de amêndoa por planta. As mudas são todas comercializadas.
                Segundo dados da Comissão da Lavoura Cacaueira (Ceplac), o cacau da região, que é referência inclusive para exportação, é rico em teor de gordura, proteínas e consistência de polpa e está em um cenário bastante favorável. O quilo da amêndoa custa hoje, R$ 4,50. De acordo com Joabe Costa dos Santos, especialista em mecanização agrícola da Emater, o projeto socioeconômico tem mercado garantido, envolve mão de obra totalmente familiar independente de gênero e preserva o meio ambiente.

Texto:
Iolanda Lopes-Emater



Governo promove no Hangar
o I Fórum de RH
na Gestão Pública
                O governo do Estado, por meio da Secretaria Especial de Estado de Gestão (Seges) e a Secretaria de Estado de Administração (Sead), em parceria com a seção regional da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), promoverá, em 25 de maio, no Hangar Centro de Convenções, em Belém, o I Fórum de RH na Gestão Pública. O objetivo do encontro, que tem como tema principal: “Educação e Desenvolvimento contribuindo para a modernidade da Gestão Pública”, é contribuir para a profissionalização da gestão de recursos humanos do Estado.


Detran leva educação para o
trânsito a Icoaraci neste sábado
                A equipe de Educação do Departamento de Trânsito do Estado do Pará (Detran/PA) participa neste sábado, 5, das 8 às 14h, da programação do Pro Paz Cidadania Presença Viva, que estará na orla do distrito de Icoaraci, junto com uma série de outros órgãos públicos estaduais, para oferecer todo tipo de serviços à população.
                Desta vez, a TV Record é parceira da programação, informa a técnica em Educação do Detran Clarice Pinto, que está coordenando a participação do Detran na atividade. No estande do Detran, o foco estará sobre as crianças, que poderão participar de brincadeiras com pinturas, jogos, teatro de fantoches e filmes, sempre com a temática do trânsito, algo que está presente no dia a dia dos pequenos e também nos currículos das escolas, mas que precisa ser reforçado nas ações educativas do Detran.
“As escolas têm em seus currículos uma parte que é diversificada, na qual elas podem trabalhar a educação para o trânsito. O que fazemos não tem a característica formal da escola. Elas já têm a informação. O que fazemos é reforçar esse conhecimento”, diz Clarice Pinto.
                De acordo com a educadora, a parceria do Detran com o Pro Paz já levou a educação para o trânsito a diversos municípios, sobretudo do Marajó, desde fevereiro deste ano. Em locais como Ponta de Pedras, Portel, Melgaço, Breves, Soure e Salvaterra, onde uma equipe do Detran ainda está presente. O foco esteve não somente sobre as crianças, mas também sobre os mototaxistas, cuja atividade é cada vez mais difundida em todo o Estado. “Com os mototaxistas fazemos palestras sobre direção defensiva e prevenção de acidentes. É muito grande o número de motocicletas no interior do Estado”, conta Clarice Pinto.
                De acordo com a educadora, depois de Icoaraci, a caravana do Detran parte junto com o Pro Paz para a região do Baixo Amazonas. O municípios que serão visitados ainda não foram definidos. Para Clarice, as ações educativas são oportunidades para o Detran diversificar sua atuação, que é mais conhecida pelas ações de fiscalização. No entanto, a educação para a prevenção de acidentes é tão importante quanto a repressão para diminuir os números de feridos e mortos no trânsito.

Texto:
Orlando Cardoso-Detran



Sejudh sedia reunião do Fórum
de Enfrentamento ao
Tráfico de Pessoas
                Na manhã desta sexta-feira (4), a partir das 9h, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh) sediará a reunião do Fórum de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas no Pará. O encontro será realizado no auditório Alberto Seguin Dias e pretende abordar o decreto da política e do plano nacional de enfrentamento ao tráfico humano no estado. Outras pautas que serão abordadas correspondem à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara Federal sobre tráfico de pessoas, e à visita do “Projeto Itíneris”, que por sua vez, é coordenado pelo Centro Internacional de Desenvolvimento de Políticas de Imigração (ICMPD). Tal organização é austríaca e promove políticas de cooperação multilateral em migração



Preso por tráfico de pessoas
chega hoje a Belém
                Josiel Paulista Vieira, 30 anos, preso no município de Anápolis, em Goiás, por favorecimento à prostituição e de rufianismo (exploração da prostituição alheia) chega nesta quinta-feira, 3, a Belém para cumprir pena por tráfico de pessoas. O caso será apresentado às 15 horas, durante uma entrevista coletiva com a delegada Christiane Lobato, na Divisão de Atendimento ao Adolescente (Data).
                Ele já era investigado pela polícia paraense desde setembro de 2011, acusado de praticar aliciamento para prostituição. A investigação partiu de denúncia, feita inicialmente ao Ministério Público. Segundo ela, um travesti menor de idade teria saído de Belém, atraído por promessas de Josyel, que teria até custeado as suas despesas de viagens. As promessas não foram cumpridas. Josyel é acusado de aliciar  travestis levados dos estados do Maranhão e do Pará para Anápolis. A delegada Christiane Lobato, diretora da Data, explica que esta é uma nova rota da exploração de pessoas.



Festival de hip-hop da Fasepa
marca final de semana
em Ananindeua
                As danças e diferentes artes que nasceram nas ruas de grandes centros urbanos conquistam cada vez mais o gosto da juventude, principalmente dos adolescentes, e em muitos lugares são poderosos instrumentos de inclusão social. Por isso nos próximos dias 4 e 5, o Centro Cultural, Arte, Lazer e Desporto da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), o Apoena, realiza em Ananindeua, o 1ª Festival de Hip-Hop “Vivência Danças Urbanas” com os socioeducandos assistidos pela Fundação.
                O evento é resultado do trabalho cultural desenvolvido no Apoena, e tem como objetivo promover o intercâmbio cultural entre os grupos de hip-hop formados por socioeducandos com grupos independentes, associações e comunidade em geral, motivando a cidadania e a difusão da cultura e desenvolvimento profissionalizante através da arte. A programação conta com oficina prática de danças urbanas, palestra sobre hip-hop, sessão de vídeo e grande batalha entre grupos de dança convidados pela organização do evento, nas categorias de grupo e individual.
                A organização do evento convidou outros cinco grupos de dança de rua, além de outras pessoas da comunidade ao redor do Apoena. O Festival de Hip-Hop do Apoena é o primeiro de vários eventos culturais previstos para este ano, entre eles haverá de capoeira, percussão e uma mostra de dança e teatro.
                Confira a programação completa do Festival de Hip-Hop da Fasepa:
                Dia 4/05
                Local: Espaço Apoena
                9h – Abertura
                9h às 11h30 – Sessão de vídeo Hip Hop
                14h às 17h – Oficina prática Break Dance

                Dia 5/05
                Local: Espaço Apoena
                9h – Palestra sobre Hip Hop
                10h às 11h30 – Oficina prática Danças Urbanas (B-Boy Truko)
                13h30 – Inscrição para batalhas individuais e crews
                14h30 – Batalhas Show - 1x1e 5x5
                17h – Encerramento



Campanha de vacinação
contra a gripe
começa neste sábado
                A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) alerta a população que neste sábado, 5 de maio, começa a 14ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe (Influenza), que será dirigida a idosos, crianças de 6 meses a 2 anos, grávidas, índios e trabalhadores da saúde, a exemplo do que ocorreu na campanha do ano passado.
                O lançamento oficial da campanha no Estado acontecerá em Belém, na igreja de São Raimundo Nonato, na avenida Senador Lemos com travessa Manoel Evaristo, bairro Telégrafo, a partir das 8 horas deste sábado (5). O objetivo é reduzir a mortalidade, as complicações e as internações por infecções pelo vírus da influenza na população que precisa de mais proteção.
                Até o dia 25 de maio, a intenção da campanha é vacinar 535.135 idosos, 106.939 gestantes, 213.939 crianças de seis meses a menores de dois anos, 28.463 índios e 96.609 profissionais de saúde, totalizando 981.085 pessoas. A meta é imunizar, no mínimo, 80% desse total para manter uma boa cobertura vacinal.
                As crianças, em especial, precisarão tomar duas doses. Na ocasião em que receberem a primeira, sairão dos postos de vacinação com a data do reforço anotada na caderneta de vacinação infantil. A ideia é evitar que os pais esqueçam a segunda dose, fundamental para que a vacina proteja o organismo de quem tem entre 6 meses e 2 anos incompletos e não tomou nenhuma dose na campanha de vacinação de 2011.
                Um milhão de doses já foi distribuído pela Sespa a 3.730 postos de vacinação no Estado. Desses, 2.378 são postos fixos, que incluem unidades de saúde com sala de vacina, instituições de idosos e hospitais. Haverá, ainda, 1.309 postos volantes e 43 postos volantes fluviais.
                A secretaria estadual e as secretarias municipais de saúde mobilizarão 22.380 pessoas, 822 carros, 31 barcos, 25 bicicletas, 22 voadeiras, 18 motocicletas, 3 cavalos e 2 búfalos no sábado (5), justamente para atender as dificuldades naturais de acesso pelo Estado. Segundo a coordenadora estadual de Imunização da Sespa, Jaíra Ataíde, a vacina também é a mesma de 2011, trivalente, produzida a partir de vírus isolados nos hemisférios Norte e Sul, ou seja, vírus similares ao Influenza A (H1N1), vírus Influenza A (H3N2) e o vírus Influenza B. “Além da gripe sazonal, essa vacina também protege contra o vírus da gripe A (H1N1), que causou a pandemia mundial em 2009 e matou 30 pessoas no Estado”, lembrou Jaíra.
                É importante informar que este ano o Pará já confirmou quatro casos de gripe A em mulheres grávidas. Uma delas morreu e as outras estão bem. Também em 2012 foram confirmados 13 casos de influenza sazonal, uma variante do H1N1, o que resultou no óbito de um adolescente de 16 anos.
                No intuito de alertar que o vírus ainda permanece em circulação, o secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, explica que é fundamental que as gestantes procurem os postos de vacinação durante a campanha. Segundo ele, a dose é segura em qualquer idade gestacional. “Por conta de um boato irresponsável que circulou na internet em 2010, as grávidas até hoje ficam receosas com a vacina. Além de representarem um grupo que ainda menos adere à campanha, com apenas 63% de cobertura, precisam ser vacinadas porque estão em condições mais vulneráveis de saúde”, explica o secretário.
                Ainda em relação às grávidas, Jaira Ataíde ressalta que a vacinação contra o vírus influenza em gestantes é uma estratégia eficaz de proteção para a mãe e o bebê, já que estudos já demonstraram que os lactentes de mães vacinadas contra a influenza apresentaram menos casos da doença. “Bom lembrar também que a vacinação é anual por causa da característica mutante dos vírus da influenza, que apresentam diversidade a cada ano”, explica.
                A vacina só não deve ser administrada em pessoas com história de alergia severa relacionada a ovo de galinha e seus derivados, assim como a qualquer componente da vacina e pessoas que apresentaram reações alérgicas graves a doses anteriores. Em caso de doenças agudas febris moderadas ou graves, é recomendado adiar a vacinação até a melhora do quadro. Para pessoas com histórico de patologias neurológicas, tais como a Síndrome de Guillain-Barré (SGB), recomenda-se realizar avaliação médica criteriosa sobre o risco-benefício da vacina.
                Jaíra lembra que, em 2011, o Pará alcançou a meta com 80,75% de cobertura vacinal. Por isso, pede que os prefeitos olhem mais pelas populações locais e provoquem a ida aos postos de saúde, durante o período da campanha. Em relação à população com mais de 60 anos, a coordenadora estadual de Imunizações também espera que o grupo faça bonito mais uma vez no Estado, já que desde 1999 a cobertura vacinal dessa faixa etária beira os 95%.
                Na opinião do secretário de Estado de Saúde Pública, Helio Franco, a vacinação ainda é a melhor opção para evitar as doenças imunopreveníveis como a gripe, que não é uma doença banal como algumas pessoas acreditam. “As complicações da gripe podem levar à morte”, alertou ele. Além da vacina, a população deve manter os hábitos de higiene, proteger a boca e o nariz ao tossir e espirrar, lavar as mãos constantemente e evitar aglomerados, que contribuem para a transmissão da doença.

Texto:
Mozart Lira-Sespa



Sepaq promoverá duas Feiras
do Pescado no dia 12
                A Secretaria de Pesca e Aquicultura (Sepaq) definiu nesta quinta-feira, 3, a realização de mais duas Feiras do Pescado atendendo à população em decorrência do Dia das Mães. As Feiras acontecerão em Belém, no Centur, e em Ananindeua, no Ginásio do Abacatão, a partir das 8 horas, se estendendo até às 14 horas, quando será encerrada a fila para o consumidor. Quem chegar depois não terá acesso à fila, adverte a diretoria de pesca da secretaria, Jossandra Pinheiro. Nos dois Pontos serão ofertados peixes, bacalhau, camarão e caranguejo.



Hospital Ophir Loyola
tem novo Conselho Diretor
O Grupo de Interesse em Diagnóstico de Enfermagem - GIDE do Hospital Ophir Loyola, nomeou nesta quarta-feira (02), o novo Conselho Diretor. Os novos membros, os Enfermeiros Adams Brunno Silva, Maria Margarida Costa de Carvalho e Fabíola Rei...s Lima foram escolhido por meio de eleição com a comunidade de enfermeiros do HOL. O grupo tem como objetivo o aprimoramento do caráter científico e cultural dos enfermeiros da Instituição, estimulando, organizando, produzindo e divulgando estudos e conhecimentos pertinentes ao diagnóstico de enfermagem.



Parceria entre Governo,
Prefeitura e Judiciário
investe na socioeducação
                Com o objetivo de aprimorar a execução do atendimento e cumprimento da lei pelo autor de ato infracional, a Fundação de Atendimento Socioeducativo do Pará (Fasepa), a Fundação Papa João XXIII (Funpapa) e a 2ª Vara da Infância e Juventude do Tribunal de Justiça do Pará estão unidos no projeto "Círculos de Compromisso – A Prática Restaurativa na execução das Medidas Socioeducativas", que será apresentada para o Ministério Público e Defensoria do Estado nesta sexta-feira, 4, às 9h, no auditório da sede da Fasepa.
                O projeto consiste na execução da medida pelo socioeducando a partir da perspectiva da prática restaurativa, ou Justiça Restaurativa, prevista na Lei Nª 12.594, do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase). As novas medidas serão aplicadas na fase final ou em progressão de medida do adolescente assistido por uma das instituições responsáveis pela execução da socioeducação do Pará, no caso Funpapa em medidas de Prestação de Serviços a Comunidade ou de Liberdade Assistida; e Fasepa em casos de Internação e Semi-liberdade.
                Como Política Pública, o Círculo de Compromisso já teve início com a elaboração da proposta que define metodologia e as etapas para a implantação, que no âmbito estadual inicia na Unidade Socioeducativa Feminina (CSEF) em Ananindeua, como ação piloto.  Segundo a diretora de Assistência Social (DAS) da Fasepa, Eliana Penedo, o projeto é mais um apoio no cumprimento do Estatuto da criança e do Adolescente (ECA) e do Sinase, trazendo um novo olhar no que já é feito para a garantia de direitos de adolescentes em conflito com a lei.
“O projeto responde a uma obrigatoriedade hoje do Sinase, em que as fundações adotam práticas restaurativas dentro das suas atividades. Até porque isso de comprometer a família e integração das instituições já existe, mas a justiça restaurativa faz com que o compromisso da família, do Estado e da sociedade seja maior. O adolescente irá realmente sentir a materialidade do que é feito para garantir os seus direitos”, defende a diretora.
Justiça Restaurativa
                Propondo mudanças do paradigma social quanto a punição para o ato infracional, a Justiça Restaurativa é um modelo de resolução de conflitos que valoriza a percepção dos envolvidos, seja vítima, a família e o autor do ato, visando restaurar laços do relacionamento e confiabilidade social rompido pelo conflito.
                O advogado do Cedeca-Emaús, Bruno Medeiros, explica que a prática da Justiça Restaurativa surge a partir de uma perspectiva de não judicialização dos conflitos, o que diminui o tempo da tramitação de todo o processo judiciário e que os mediadores terão papel importante na restauração do conflito gerado pelo ato infracional.
“A Justiça Restaurativa simplifica mais a tramitação de todo o processo judiciário, mas isso não quer dizer que haja informalidade, evitando que os conflitos sejam só resolvidos pela justiça. Isso potencializa mais a participação tanto da vitima quanto do autor do fato para que através de mediadores possam encontrar a solução para os conflitos, prevalecendo o dialogo e pacificação dos conflitos sociais”, argumenta o advogado. A nova prática já é executada em todas as unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo do Rio Grande do Sul, que servirá de modelo para a equipe técnica da Fasepa que irá conhecer a experiência pessoalmente ainda no primeiro semestre de 2012.

Texto:
Luciana Kellen-Fasepa



Emater ajuda agricultora de
São Caetano de Odivelas
a trabalhar com a fruticultura
                A agricultora Nazaré Lima, de São Caetano de Odivelas, no nordeste paraense, começou a migrar do cultivo de hortaliças, que exige um trabalho braçal diário e esforçado, para a fruticultura, que pode ser acompanhada sem tanto desgaste físico, com capinagem, adubação e colheita mais esporádicas. Hoje, em vez de exclusivos canteiros de couve e cheiro-verde, por exemplo, ela mantém, na propriedade de 10 hectares e com plantio consorciado, 800 pés de pupunha, 600 pés de mamão e 1,5 mil pés de acerola.
                O carro-chefe é a pupunha, cujas variedades permitem produção o ano inteiro, mesmo na entressafra. Além disso, as frutas todas enriquecem, em termos nutricionais e quantitativos, o dia a dia das refeições da família proprietária, fortalecendo aspectos de segurança alimentar. O processo de transição, de uma trabalhadora rural que quer aposentar um tanto do sacrifício sem abandonar propriamente a roça, vem sendo conduzido pelo escritório local da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater).
“Além das vantagens das culturas perenes, que demandam menos intervenção no sistema de produção, o lucro com as frutas da Dona Nazaré é 100% maior, quando comparado ao que ela conseguia com as hortaliças”, comemora o chefe do escritório local da Emater, o engenheiro agrônomo Anderson Castro.
                Semanalmente, Nazaré Lima vende para feirantes e supermercados do município, 250 quilos de pupunha, 30 quilos de polpa de acerola e 20 quilos de mamão. Ela também fornece a polpa de acerola para a Prefeitura de Vigia, sob um contrato de merenda escolar: a previsão é de meia tonelada, para entrega às escolas municipais ao longo deste ano.
                Atendida pela Emater desde 2009, a agricultora já é financiada pela linha Agricultura Familiar (AF) do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), no valor de R$ 21 mil, com o intermédio do Banco da Amazônia. Outro projeto, para a inserção de cinco mil bananeiras em três hectares do pomar atual, no contexto da linha Mais Alimentos do Pronaf, já está em tramitação no Banco, agora no valor de R$ 56 mil. “A proposta da Emater é amparar não só a mudança de perfil produtor da agricultora, mas também estruturar a mudança de mentalidade e prática, da agricultura convencional para a agroecologia”, explica Castro.

Texto:
Aline Miranda-Emater

CURSO DE CAPALANIA
Informativo: Curso de Capelania

Informamos a todos os nossos associados e capelães, que no dia 26 de maio de 2012, estaremos realizando mais um curso de capelania, desta feita em parceria com a Igreja do Evangelho Quadrangular - Tabernáculo da Angustura.
Solicitamos a todos os nossos associados e capelães que divulguem nosso curso, e informamos ainda que em deliberação de reunião da diretoria resolvemos conceder as pessoas indicadas pelos nossos associados e capelães um desconto de 10% no curso de capelania.
Os interessados deverão contactar com o Pastor Janildo Monteiro através dos telefones: (91) 3271-1218 / 8174-9561 / 8853-9475 ou pelo e-mail: abecas2010@hotmail.com
CARTEIRA DE PVC
Capelania Carcerária:
A ABECAS no seu trabalho de capelania carcerária já dispõe de equipes nas seguintes casas penais: Penitenciária Cel. Anastácio das Neves (Americano), PEN 2 (Americano), Triagem da Seccional Urbana de São Braz e Triagem da Seccional Urbana da Marambaia.
Nosso projeto carcerário chama-se "LIBERDADE PARA TODOS" "Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livre” (Jo. 8:36)
Estamos agora pleiteando ampliar nosso nosso trabalho na área da capelania carcerária com a tendimento na CASA DO ALBERGADO, sito à Travessa Castelo Branco (entre Pariquis e Mundurucus) em Belém.
Este trabalho será realizado no período da noite, quando da volta dos internos. Já mantivemos contatos com a diretoria desta casa penal e nos foi autorizado o acesso para o trabalho de capelania.
Para tanto estamos precisando de CAPELÃS VOLUNTÁRIOS.
Se você está interessado em participar desta ação de capelania, solicitamos que nos responda este e-mail, com seus dados e telefone.

Atenciosamente,
Pr. Janildo Monteiro
Diretor Presidente - ABECAS.



Seop torna público aviso de
licitação para recuperação e
pavimentação da Ceasa
                A Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) tornou público o aviso de licitação, na modalidade Tomada de Preços, para a recuperação e pavimentação asfáltica das vias urbanas do complexo da Central de Abastecimento do Pará (Ceasa). A revitalização asfáltica e sinalização horizontal irá contemplar todo pátio da Ceasa. Outros avanços, como a construção dos galpões da melancia e das flores, além da ampliação do galpão destinado à agricultura familiar e a reforma dos demais galpões e da parte elétrica, também estão planejados para este ano. A abertura do processo licitatório ocorrerá no auditório da Seop, no dia 17 de maio, às 10h. A secretaria fica localizada na Travessa do Chaco, n° 2158, bairro do Marco.



Caravana Pro Paz realiza mais
 de 10 mil consultas e
procedimentos em Salvaterra
                A Vila Caldeirão é uma das 43 comunidades localizadas no município de Salvaterra. Foi de lá que a adolescente Hortencia Carolina Duarte, de 17 anos, saiu ainda na madrugada para buscar atendimento nos serviços de saúde oferecidos pela Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, que desde a última terça-feira, 1, está na cidade ofertando mais de 50 serviços de cidadania, saúde, assistência social e cultura.
                Hortencia levou o filho de apenas um mês para se consultar com o pediatra. Mãe de primeira viagem, a jovem gostou do atendimento e aproveitou os três dias de caravana em Salvaterra para retirar todos os seus documentos. “Eu aprendi muita coisa, como, por exemplo, o choro das cólicas. Gostei muito, consegui tirar minha identidade, CPF e carteira de trabalho”, comemorou.
                Assim como Hortencia, centenas de pessoas aproveitaram os dias de permanência da Caravana na sede do município para realizar vários atendimentos. Elisia Araujo, de 48 anos, procurou atendimento de saúde na Ginecologia e Oftalmologia. A demanda mais urgente era a falta de óculos, problema que conseguiu solucionar no primeiro dia de Caravana na cidade. O neto também foi consultado com o pediatra.
                Antes das equipes seguirem para Soure, no terceiro dia de atendimento, a dona de casa fez o Preventivo de Câncer de Colo de Útero (PCCU) e recebeu na farmácia da Caravana a medicação prescrita pelo ginecologista.  “A Caravana vem atender essa população que é muito carente de tudo. Como eu precisava de mais de um atendimento, resolvi fazer um em cada dia. Estou muito satisfeita mesmo”, disse.
                Igor Coutinho, 18 anos, morador do município de Vigia, soube da Caravana por meio da irmã marajoara e acabou conseguindo todos os documentos. Igor também aproveitou para fazer o tratamento dentário. “Ela me avisou e então cheguei aqui na segunda-feira. Todos os dias vim para e cá e graças a Deus consegui fazer tudo o que programei”, comemorou.
Balanço
                Nos dois primeiros dias de atendimento no município de Salvaterra já foram realizados mais de 10 mil atendimentos e procedimentos, sendo que a maior demanda foi pelo serviço de Oftalmologia. Foram realizadas 850 consultas com a fabricação de quase 400 óculos. “Com o atendimento de hoje vamos ultrapassar a marca das 1,2 mil consultas só nessa especialidade”, destaca a coordenadora do Programa Presença Viva, Selma Ferreira.
                Também foram realizadas nos dois primeiros dias 525 consultas para clínica médica, 189 cardiologia, 187 na odontologia, 211 consultas com o ginecologista e 295 na pediatria. Entre os procedimentos o recorde foi na clínica de Oftalmologia com 4.821, seguido pela Odontológica com 3.071. “A demanda foi muito grande aqui em Salvaterra, principalmente por conta da demanda da zona rural”, ressalta Selma Ferreira. Nos dois primeiros dias foram aplicadas ainda 194 doses de vacina (tríplice, gripe, poliomelite e hepatite B), realizados 122 cardiogramas, 1.587 aferições de pressão arterial e 1.259 exames de dosagem glicêmica, além de 351 exames no Laboratório Central (Lacen).
                A meta de combater o sub registro civil também teve êxito em Salvaterra, com a emissão de mais de 350 documentos em primeira e segunda vias. Além do registro civil, com a Caravana Pro Paz também está levando à população de Salvaterra o registro de identidade, CPF e carteira de trabalho. O balanço parcial indica que foram emitidas 1 mil carteiras de identidade, mais de 550 CPF’s e cerca de 200 carteiras de trabalho. O Balcão de Direitos também está emitindo as fotografias necessárias para os documentos. O atendimento em Salvaterra encerra às 14 horas desta quinta-feira e as equipes seguem para Soure, onde a Caravana permanece  entre os dias 4 e 6, encerrando a etapa Marajó da Caravana Pro Paz Presença Viva.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom


Procon fiscaliza estabelecimentos
comerciais de Castanhal
                Agentes da Diretoria de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/Pa) realizam desde a última terça-feira (2), fiscalizações nos estabelecimentos bancários e casas de shows e eventos do município de Castanhal, nordeste do estado. A atuação dos representantes do órgão estadual é realizada em parceria com servidores do Procon daquele município e estende-se até a tarde da próxima sexta-feira (4).
                Vinculado à Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), a diretoria deslocou agentes para que inspecionassem estabelecimentos, como agências bancárias e casas noturnas. “Nas agências, verificamos o tempo máximo de permanência dos consumidores nas filas de caixas de pagamento e a fixação da lei estadual. Já nas casas de show e eventos, constatamos se os direitos do consumidor são respeitados, e se há, por exemplo, a venda de meia-entrada para estudantes”, explica o coordenador de Fiscalização do Procon/Pa, Leando Pina.
                A atuação conjunta pretende ainda verificar se tais estabelecimentos disponibilizam aos clientes um exemplar do Código de Defesa do Consumidor (CDC). A inspeção em locais comerciais e de prestação de serviços é necessária, pois os comerciantes devem assegurar ao menos um exemplar do Código para eventual consulta do consumidor. Além disso, o responsável pelo estabelecimento deve afixar um cartaz afirmando dispor do CDC nacional.

Texto:
Ellyson Ramos-Sejudh



Alunos visitam Hemopa
de Abaetetuba
                O Hemonúcleo de Abaetetuba recebeu em suas instalações 36 alunos da turma de Ensino Médio Técnico Subsequente em Meio Ambiente, da Escola Cristo Trabalhador. Eles estiveram acompanhados da profª Eliane Silva e Silva,  que ministra a disciplina de Monitoramento de Resíduos, atendendo Plano de Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde (PGRRS). Os alunos foram recebidos pela assistente social Marlea Sobrinho, que ministrou palestras sobre a importância da participação da sociedade civil organizada no processo da doação voluntária de sangue e cadastramento de doadores de medula óssea. Após a visita, alguns alunos doaram sangue e outros efetivaram cadastro para doação de medula ósea



Oficina de Fotojornalismo
recebe fotógrafos conceituados
                A oficina de Fotojornalismo da Fundação Curro Velho, ministrada pelo fotógrafo Wagner Santana, recebeu três importantes fotógrafos do jornalismo paraense. Rogério Uchoa, Tarso Sarraf e Marcelo Seabra foram convidados para falar dessa experiência que é trabalhar como fotojornalista. Além dos participantes da oficina, interessados na fotografia assistiram a esses três dias de palestras que os convidados proporcionaram, mostrando trabalhos publicados.
                O repórter da rádio CBN, Léo Souza, viu na Fundação Curro Velho a oportunidade de conhecer o prazer de fotografar. “Eu já fiz a oficina de Iniciação à Fotografia e agora estou descobrindo o Fotojornalismo”, disse. O radiojornalista foi um dos alunos que prestigiaram os encontros. “É muito importante para nós recebermos esses fotógrafos, por toda a experiência que nos é transmitida por profissionais que já estão no mercado há tanto tempo”, ressaltou ele.
                O mais interessante é que todos já haviam passado pela Fundação Curro Velho e cada um seguiu um estilo diferente. Rogério Uchoa mostrou um lado mais poético da fotografia, já Tarso Sarraf retratou a fotografia de maneira mais arrojada, de como emplacar as capas dos jornais. E Marcelo Seabra, que tem outro estilo, abordou o lado mais técnico. “Mas cada um com sua importância para o Fotojornalismo. Isso acrescenta muito”, disse Léo Souza.
                A aposentada Augusta Simonetti se interessou por fotografia através da Fundação. “É uma boa iniciativa, além de ser um preço acessível ainda tem grandes atividades aqui”, disse ela. As inscrições para o terceiro módulo de oficinas do ano 2012 iniciam na próxima segunda-feira, 7. Para esse módulo serão oferecidas oficinas de fotografia digital, iniciação à fotografia, iniciação ao retrato pintado e as técnicas de fotopintura.  As inscrições são gratuitas para alunos da rede pública de ensino e para os demais interessados o custo é de R$ 20,00. Maiores informações na Fundação Curro Velho, situada na Rua Professor Nelson Ribeiro, 287, esquina com a travessa Djalma Dutra, bairro Telégrafo.

Texto:
Andreza Gomes-FCV



Banpará lança crédito
consignado para
funcionários do TJE
                O Banpará oferece a partir desta quinta-feira, 3, um novo item no seu portfólio de produtos de crédito, o Crédito Consignado para os servidores do Tribunal de Justiça do Estado – TJE. O produto é direcionado para funcionários efetivos, estáveis, redistribuídos e inativos. O Crédito Consignado é uma linha de crédito pessoal com adesão rápida e sem burocracia tanto para os correntistas como para os não correntistas. O valor a ser concedido é definido de acordo com a margem consignável e o crédito é efetuado imediatamente na conta corrente do cliente. As taxas de juros variam a partir de 0,83% ao mês com prazo máximo de 60 meses. O pagamento das parcelas será descontado diretamente no contracheque do servidor.



Inscrições das oficinas da
Fundação Curro Velho
iniciam na segunda-feira, dia 07
                Começa no próximo dia 7 de maio o período de inscrições para o terceiro módulo de oficinas regulares da Fundação Curro Velho. Serão ofertadas cerca de 70 oficinas nas áreas de linguagem visual, audiovisual, cênica, música e iniciação artística. Os interessados devem procurar a sede da Fundação Curro Velho, localizada à rua Professor Nelson Ribeiro, nº 287, esquina com a travessa Djalma Dutra, bairro do Telégrafo, até o dia 18.
                Artes visuais para crianças, fotografia digital, desenho animado, animação stop motion, teatro de máscaras e dança de rua são algumas das atividades que serão desenvolvidas nas oficinas.
Quadra Junina – A oficina “Boi Junino, esculturas em miriti” tem como tema a quadra junina e segundo o instrutor Bruce Macedo, o objetivo do aprendizado é implementar o processo de criação artística por meio de técnicas de modelagem, encaixe e papietagem utilizadas pelos grupos que trabalham com essa manifestação. “Vamos ampliar a possibilidade de trabalhar com material regional utilizando o miriti. Com ele, a estrutura do boi se torna mais leve e prática, o que possibilita ao 'tripa do boi' - pessoa que conduz a armação do boi - brincar de forma mais leve e prática”, explica.
                Bruce Macedo justifica que o uso do miriti na construção do boi junino atenta para uma conscientização ambiental. “A importância de trabalhar com esse material se dá também pela questão da sustentabilidade, pois a retirada do miriti da árvore e seus resíduos é um processo que não polui a natureza”.
Outra oficina que tem como tema a quadra junina é a de Boi Junino, onde são confeccionadas esculturas a partir da técnica de reciclagem, que será ministrada por Danielly Cavalcante.
Casa da Linguagem -  As oficinas de Linguagem Verbal deste módulo serão de Redação, Leitura e Produção de Textos e Libras. Todas acontecem na Casa da Linguagem, que fica localizada na avenida Nazaré, nº 31. As áreas de música, visual e cênica também oferecem oficinas na Casa da Linguagem, como dança de salão, teatro com bonecos, stop motion e desenhado animado.
                Os alunos da rede pública de ensino são isentos da taxa de inscrição, mas devem apresentar uma declaração da escola em que estão matriculados. Os demais pagam uma taxa de 20 reais. Informações pelo fone 3184-9100 ou no site www.currovelho.pa.gov.br

Texto:
Andreza Gomes-FCV



Preso em Redenção acusado
de homicídio no
Estado do Maranhão
                Uma operação conjunta das Polícias Civis do Pará e do Maranhão resultou no cumprimento de mandado de prisão preventiva decretada contra Cleomar Alves dos Santos, foragido da Justiça no Estado vizinho, onde responde processo por homicídio. O crime foi cometido na cidade de Colinas, em março de 2012.  Depois de fugir do Maranhão, Cleomar foi localizado em Redenção, sudeste do Pará.
                As informações foram divulgadas nesta quinta-feira, 3. O delegado Lúcio Flávio Filho, titular do Núcleo de Apoio à Investigação - NAI, da Polícia Civil de Redenção, que atuou na operação junto com policiais do Maranhão, informou que o foragido foi localizado na casa de uma irmã, no bairro Morada da Paz. Ao ser abordado, Cleomar não esboçou reação e confessou o crime em depoimento prestado após a prisão.
                O crime teria sido uma vingança ao irmão de Cleomar, que havia sido espancado por um desafeto, em Colinas. Depois de matar o autor da agressão com vários disparos de arma de fogo, o acusado fugiu da cidade. "A Polícia Civil do Maranhão nos contatou e passamos a auxiliar as investigações, de forma que conseguimos localizar o foragido aqui na cidade de Redenção, onde ele se escondia na casa de uma irmã", detalhou o delegado Lúcio Flávio.
                Para o delegado, a operação foi fundamental para reforçar a integração entre as Polícias Civis de Pará e Maranhão. Logo após a captura, o preso foi reconduzido ao Estado do Maranhão, onde deverá ser apresentado à Justiça e ficará recolhido até o julgamento de seu caso. "A sociedade deve ficar tranquila e ciente de que o trabalho da Polícia Civil no Pará é incessante e efetivo. Não há fronteiras geográficas que impeçam a aplicação da Lei", assegurou o titular do NAI.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Navegapará recebe propostas
para implantação de novos
Infocentros até 4 de junho
                Municípios do interior do estado onde o acesso à internet é ainda muito lento e caro terão a oportunidade de solicitar serviço de conexão em banda larga gratuito por meio do Programa de Inclusão Digital Navegapará, que abriu edital para o recebimento de propostas de órgãos públicos e instituições do terceiro setor sem fins lucrativos. Essas propostas deverão ser entregues até o dia 4 de junho.
                Além de conexão gratuita, o programa fornecerá material didático para cursos de informática básica e treinamento aos monitores dos Infocentros. O Edital inaugura uma nova fase do Navegapará, com o objetivo de ampliar a cobertura do programa e aumentar o número de Infocentros em todo o Estado. As propostas selecionadas serão divulgadas no dia 27/06. O Edital completo está disponível no link: http://www.secti.pa.gov.br/sites/default/files/Edital_Navegaparavsfinal.pdf.

Atenciosamente,
 Lívia Soares
Assessoria de Comunicação
Hospital Ophir Loyola



Denúncias levam à prisão de
três acusados de tráfico
de drogas em Castanhal
                A equipe da Superintendência Regional da Zona do Salgado desarticulou mais um esquema de venda de entorpecentes em Castanhal, município do nordeste do Pará, com a prisão de três acusados de tráfico. Douglas Ribeiro dos Santos, Cássia Luana de Oliveira Barros e Valdirene Reinaldo da Silva foram flagrados com meio quilo de pasta de cocaína, em uma casa na Rua Santa Catarina, no Conjunto Santa Helena, bairro Nova Olinda.
                O trabalho policial, sob a coordenação dos delegados Luiz Xavier, titular da Superintendência, e Augusto Damasceno, do Núcleo de Apoio à Investigação (NAI), foi iniciado após recebimento de denúncia sobre a casa, onde há dias foram presos dois traficantes de drogas.
                Os policiais conversaram com a dona da casa, Valdirene da Silva, que confirmou guardar a droga a pedido de Douglas e Cássia, que moravam na casa em frente. A informação foi averiguada, e os policiais encontraram a pasta de cocaína em uma caixa de sapatos, escondida numa gaveta do guarda-roupa.
                Foram encontradas cinco porções da droga, cada um pesando cerca de 100 gramas. Havia ainda no local dinheiro da venda do produto. O casal e Valdirene foram conduzidos à Superintendência Regional do Salgado, para serem autuados em flagrante por tráfico de entorpecentes. Todos permanecem recolhidos à disposição da Justiça.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Acusado de abusar da filha
menor é preso pela
polícia em Almeirim
                A Polícia Civil divulgou nesta quarta-feira (2) a prisão de Edione Leão de Sousa, 34 anos, de apelido "Brasileiro", acusado de abusar sexualmente da própria filha de 12 anos. A prisão foi feita em operação integrada com a Polícia Militar, deslanchada pela equipe da Delegacia de Almeirim, no oeste do Estado. As investigações começaram após a vítima ser levada pelo irmão mais velho para formalizar denúncia contra o abuso.
                Com medo de encontrar com o pai, a garota foi acompanhada também de um conselheiro tutelar do município. À delegada, a vítima relatou em depoimento que era abusada sexualmente pelo pai desde o fim de 2009, quando tinha 10 anos. Por diversas vezes, segundo a menina, o acusado praticou os abusos sexuais na casa onde ambos viviam. Os atos criminosos aconteciam sempre que os dois ficavam sozinhos.
                A menina também relatou à delegada que decidiu denunciar o pai depois que ele passou a nutrir um ciúme doentio dela com os colegas de escola. "Ela chegou a ser agredida fisicamente pelo genitor pelo simples fato de falar ao telefone, ou mesmo de ser vista conversando ou na companhia dos colegas, ou ainda por chegar tarde em casa", contou a delegada Adriana Magno. Após a denúncia, a equipe policial passou a procurar os pais da menina.
                Os dois foram conduzidos para a delegacia para serem ouvidos em depoimento. Edione de Sousa, que é casado com a mãe da garota, com quem tem outros três filhos, acabou por confessar o crime diante das evidências apresentadas pela delegada. "Ele contou detalhes dos estupros praticados contra a filha e ainda confirmou que, de fato, tem muito ciúmes da menina por nutrir por ela amor de homem, e não de pai", disse a delegada.
                O acusado disse ainda à policial civil não saber o que lhe acontecia para que abusasse da menina. Relatou ainda ser apaixonado pela filha e que queria viver com ela como casal, se fosse possível. Edione afirmou que pediu à mãe da garota, por várias vezes, que saísse de casa para poder abusar sexualmente dela. A mãe da menina, por sua vez, alegou que sabia dos abusos cometidos pelo marido, mas se justificou dizendo acreditar que atualmente Edione não mantinha mais qualquer relação com a garota.
                Diante da gravidade do fato e das denúncias formuladas e como forma de guarnecer a proteção e a segurança fisica e psicológica da garota, a delegada representou na Justiça pela prisão preventiva do acusado pelos crimes de estupro de vulnerável (artigo 217-A) e por lesão corporal no âmbito domestico (artigo 129, parágrafo 9º), ambos do Código Penal.
                A mãe responderá com base no artigo 213 combinado com artigo 218, por constranger alguém, mediante violência ou grave ameaça, a ter conjunção carnal ou a praticar ou permitir que com ele se pratique outro ato libidinoso e induzir alguém menor de 14 anos a satisfazer a lascívia de outrem. "Casos como este serão sempre apurados com rigor. As denúncias da população sobre esse tipo de abuso no âmbito familiar são essenciais para que possamos atuar", ressaltou a delegada.
                A prisão preventiva do acusado foi decretada pelo juiz da Comarca de Almeirim, Márcio Bittencourt. O Edione de Souza está recolhido na carceragem da Delegacia de Almeirim, à disposição da justiça.

Texto:
Walrimar Santos-Polícia Civil



Caravana promove em
Salvaterra curso sobre
preparo correto do açaí








                No Arquipélago do Marajó, o açaí é considerado uma espécie de símbolo, devido a sua importância econômica e gastronômica. Alimento essencial na mesa dos marajoaras, o açaí também é a fonte de renda de muitas famílias, que sobrevivem da coleta do fruto e da venda do açaí pronto para consumo. Foi para agregar valor a essa produção que a Diretoria de Vigilância em Saúde, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), está acompanhando a Caravana Pro Paz Cidadania Presença Viva, levando aos municípios o Programa Estadual de Qualidade do Açaí, uma ação educativa que tem como principal objetivo oferecer a produtores e comerciantes de açaí orientações sobre o processamento adequado do fruto.
                Nesta quarta-feira (2), mais de 30 batedores de açaí do município de Salvaterra participaram do curso oferecido pela Vigilância Sanitária, no qual foram apresentadas as técnicas e os processos usados para aumentar a qualidade do produto. Os participantes aprenderam todas as etapas de processamento do fruto, desde o peneiramento até a retirada da polpa, quando é extraído o suco do açaí.
                De acordo com a nutricionista Dorileia Sena Pantoja Sales, coordenadora das ações de Vigilância Sanitária na Caravana Pro Paz, a maior resistência dos produtores é na etapa chamada de branqueamento ou “escaldamento” do fruto, quando os caroços são mergulhados em água quente, numa temperatura de 80°C, para eliminar as bactérias, e principalmente as contidas nas fezes do barbeiro, inseto transmissor da doença de chagas. “Daí a importância de fazer a manipulação necessária. Muitos pensam que essa etapa estraga o açaí, mas é um processo indispensável para manter a qualidade do produto”, explicou Dorileia Sales.
Teoria e prática - Os participantes do curso passaram por uma etapa teórica, aprendendo todas as fases de tratamento do açaí, que começa com o peneiramento, para a retirada de galhos e outras impurezas. Em seguida, o fruto é lavado, com os caroços mergulhados por 20 minutos em uma solução de água e hipoclorito de sódio. A terceira etapa é o branqueamento, e só então o fruto é batido na máquina.
                Após a teoria, os alunos partiram para a aula prática. Malvina Maciel de Moraes, 57 anos, vende açaí há 12 anos na cidade. Ela nunca havia participado de uma “dinâmica tão importante”, segundo sua definição. “É muito bom e importante para quem trabalha com o açaí, porque hoje o consumidor está mais exigente. Gostei principalmente do tratamento contra o barbeiro, porque a gente sabe o quanto é perigoso”, disse Malvina.
                As orientações sobre os cuidados com a higiene do local onde o açaí é manuseado também integram a capacitação. Os participantes recebem cartilhas com todas as etapas de processamento do produto e, ao final do curso, um kit com copo dosador, termômetro para medir a temperatura da água, avental, camisa e boné.
                Charles Cássio Xavier Silva também é vendedor de açaí. Apesar de ter passado por outras capacitações, ele reconheceu a importância do trabalho realizado pela Vigilância em Saúde. “Isso melhora muito o rendimento do açaí. O freguês chega e pergunta logo se a gente tem filtro, e se a água é de boa qualidade. Temos que estar preparados”, ressaltou.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom



Hospital Metropolitano é
contemplado com o
S.O.S. Emergências
                O Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência foi contemplado nesta quarta-feira (2) com o S.O.S. Emergências, ação estratégica do governo federal que ampliará a assistência aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), com a melhoria na gestão, qualificação e ampliação do acesso aos serviços de urgência, a redução do tempo de espera e a garantia de um atendimento mais humanizado aos pacientes.
                O secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães, o secretário de Estado de Saúde Pública, Hélio Franco, e o diretor geral do Hospital Metropolitano, Pedro Anaisse, assinaram o termo de compromisso implantando o plano. “Essa é uma ação estratégica que visa melhorar a qualidade da assistência com a oferta de recursos para ampliação de leitos e equipamentos, entre outras melhorias”, disse Helvécio Magalhães.
                O secretário destacou ainda que o Hospital Metropolitano é o primeiro a receber no Pará uma série de ações previstas para estruturar a rede de urgência e emergência no Estado. “O Ministério da Saúde ampliará o repasse de recursos para a rede de urgência e emergência para aumentar o número de atendimentos, projeto que já está em fase final de aprovação no Ministério”, explicou.
                O Hospital Metropolitano é a 12ª unidade hospitalar do país a contar com o apoio do S.O.S. Emergências, estratégia lançada oficialmente no fim do ano passado. "A expectativa é que o programa venha somar no trabalho já feito hoje pelo Estado, para que possamos ampliar o atendimento na área de urgência e emergência. Quem ganha com esses investimentos com certeza é a população”, completou Pedro Anaisse.
                Até 2014, o S.O.S. Emergências, que integra a Rede Saúde Toda Hora, abrangerá os 40 maiores prontos-socorros brasileiros. A ação já foi implementada em onze hospitais de grande porte, localizados em Recife (PE), Salvador (BA), Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Goiânia (GO), Fortaleza (CE) e Porto Alegre (RS). As unidades selecionadas são referências regionais, têm pronto-socorro e fazem grande número diário de internações e atendimentos ambulatoriais.
Investimentos – Além da verba anual para custear a ampliação e qualificação da assistência da emergência, o hospital também poderá receber até R$ 3 milhões para aquisição de equipamentos e execução de obras e reformas na área física do pronto-socorro, conforme necessidade e aprovação de proposta. A unidade poderá, ainda, apresentar projetos para a criação de novos leitos de retaguarda e a qualificação para os leitos já existentes.
                São considerados leitos de retaguarda as enfermarias de leitos clínicos, enfermarias de leitos de longa permanência, Unidades de Terapia Intensiva (UTI), Unidades Coronarianas e Unidades de Atenção ao Acidente Vascular Cerebral. Em cada unidade atendida é instalado um Núcleo de Acesso e Qualidade Hospitalar, formando por representantes do ministério, do corpo técnico do hospital e das respectivas secretarias de saúde. A função do grupo é fazer o diagnóstico das principais dificuldades e apontar medidas a serem adotadas.
                Os núcleos serão formados pelos coordenadores dos serviços de urgência e emergência, das unidades e centrais de internação do hospital e por um representante do gestor local. O trabalho será acompanhado pelo Comitê Nacional de Acompanhamento do S.O. S. Emergências, coordenado pelo Ministério da Saúde, que tem a função de receber e encaminhar solução às questões apontadas pelos núcleos, monitorar os resultados alcançados nas unidades e manter os gestores locais informados do andamento das ações. Haverá também parcerias com instituições privadas.
                Para qualificar a assistência, serão adotadas medidas como o acolhimento e classificação de risco dos pacientes. Isso significa que ao chegar ao hospital, o paciente será acolhido por uma equipe que definirá o seu nível de gravidade e o encaminhará ao atendimento específico. Também serão organizados a gestão de leitos, o fluxo de internação e a implantação de protocolos clínico-assistenciais e administrativos. Serão tomadas, ainda, medidas para proporcionar a adequação da estrutura e do ambiente hospitalar.
                O Hospital Metropolitano, que fica Ananindeua, região metropolitana de Belém, é administrado pelo Instituto de Saúde Santa Maria (Idesma), com sede em Belém. A unidade fez 778 mil internações de janeiro a dezembro de 2011 e mais de 110 mil atendimentos ambulatoriais e de urgência. A instituição faz atendimento de média e alta complexidade no trauma e queimados.

Texto:
Ana Claudia-Hospital Metropolitano



Pará supera média nacional
na geração de empregos
nos últimos nove anos
                Artigo do Instituto de Desenvolvimento Econômico, Social e Ambiental do Pará (Idesp), divulgado nesta quarta-feira (2), mostra que o Pará registrou um crescimento de 94,8% na geração de empregos formais, o equivalente a 462.867 novos postos de trabalho, entre os anos de 2001 e 2010, índice bem maior que a média nacional, que ficou em 62,1%. O documento destaca alguns aspectos da dinâmica do mercado de trabalho paraense, no período pesquisado, a partir da sistematização de dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
                De acordo com o artigo, o mercado de trabalho no Estado segue a tendência nacional de formalização dos vínculos empregatícios, comportamento causado por vários fatores, entre os quais a demanda crescente por profissionais de áreas, como saúde e educação, devido à expansão e descentralização de serviços públicos universalizantes; as políticas de transferência de renda e de valorização do Salário Mínimo, estimulando a demanda por bens e serviços; o aumento e diversificação do crédito financeiro, tanto para famílias quanto para empresas; implantação de imposto simplificado voltado às micro e pequenas empresas, favorecendo a formalização e a criação de empreendimentos, e maior atuação do Ministério do Trabalho e Emprego na fiscalização das contratações de mão de obra.
                Sobre a descentralização espacial, no Pará também foi possível observar um crescimento na participação de vários municípios do interior na geração de empregos. Enquanto, no período analisado, Belém registrou uma expansão de 47,3% na criação de novos empregos formais, os outros municípios cresceram 51,4%.
Grupo de municípios - Entretanto, mesmo sem levar em consideração a capital, os empregos ainda se concentram em um grupo pequeno de municípios do interior. No período foi observado que apenas 12, dos 143 municípios paraenses, foram responsáveis por 51% da geração de empregos formais - Ananindeua, Marabá, Parauapebas, Santarém, Castanhal, Paragominas, Barcarena, Marituba, Tucuruí, Redenção, Altamira e Tailândia.
                Dentre as Regiões de Integração (RI), as seis que apresentaram crescimento relativo superior à média do Estado (151,3%) foram: Tapajós (276,4%), Carajás (260,1%), Tocantins (206,9%), Araguaia (193,4%), Marajó (170,6%) e Xingu (167,0). Em consequência, aumentaram suas participações no estoque de empregos do Estado, destacando-se a RI Carajás, que passou de 11,9%, em 2001, para 17,1%, em 2010, registrando o maior crescimento em termos absolutos, com destaque para os municípios de Marabá e Parauapebas.
                Por fim, a diversificação econômica ocorrida no Pará, durante o período analisado, deve-se fundamentalmente aos grandes projetos de mineração, às construções de usinas hidrelétricas e à expansão da agropecuária.
                A íntegra do artigo está disponível no site do Idesp (www.idesp.pa.gov.br).

Texto:
Fernanda Graim-Idesp



Sespa divulga novo informe
sobre a situação
da dengue no Estado
                A Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) divulgou nesta quarta-feira (2) o 16° Informe Epidemiológico sobre a situação da dengue no Pará. Este ano, foram notificados 14.828 casos suspeitos de dengue de todos os tipos, dos quais 5.328 foram confirmados com a seguinte classificação final: 5.297 de dengue clássica, 21 de dengue com complicação, oito de febre hemorrágica da dengue e dois casos de síndrome do choque da dengue.
                Os municípios com maior número de casos notificados da doença são: Belém (2.440), Parauapebas (2.059), Marabá (1.123), Altamira (798), Ananindeua (746), Santarém (623) e Marituba (455). Em relação aos casos confirmados, lideram Parauapebas (1.095), Belém (523), Altamira (465), Santarém (236), Ananindeua (235), Marabá (225) e Marituba (216).
                Até o momento, há confirmação de três óbitos por dengue no Estado, em Parauapebas, Altamira e Ananindeua. Segundo a coordenadora estadual do Programa de Controle da Dengue, Aline Carneiro, o Estado está monitorando os registros da doença nos municípios, principalmente os considerados prioritários. Ela orienta que todos informem imediatamente a ocorrência de casos suspeitos.
                O Departamento de Controle de Endemias da Sespa alerta a população sobre os cuidados para evitar a proliferação do mosquito da dengue. Aline Carneiro lembra que no período de chuvas o risco de infestação da dengue aumenta, por isso desenvolve-se um conjunto de estratégias para o combate à doença em todos os municípios. Equipes da Sespa trabalham em conjunto com os municípios para manter a doença sob controle.
                As principais ações que vêm sendo desenvolvidas são bloqueio imediato da transmissão nas localidades ou bairros que notificam casos; atividades de educação e comunicação, visando à sensibilização da população para o problema; articulação com órgãos municipais de saneamento e limpeza urbana para melhoria da coleta e destinação adequada do lixo; e manutenção das atividades de rotina no combate ao mosquito transmissor Aedes aegypti.
                Ao longo do ano, a coordenação estadual faz supervisões aos programas municipais de controle da dengue nos municípios, treina técnicos dos Centros Regionais de Saúde que abrangem os municípios, para o uso do método em levantamento de índice rápido para Aedes aegypti (Liraa), que permite resultados rápidos possibilitando levantamento para um trabalho direcionado. Também estão sendo feitas atividades de mobilização e avaliação do plano de contingência em 56 municípios do Estado.
                Serviço: para informações sobre dengue entrar em contato com as Secretarias Municipais de Saúde de Ananindeua (91) 3073-2220; Marabá (94) 3324-4904; Marituba (91) 3256-8395; Santarém (94) 3524-3555 e Tucuruí (94) 3778-8378. Em Belém, além do fone (91) 3277-2485, estão disponíveis os telefones dos Distritos Administrativos: Daben (3297-3275), Daent (3276-6371), Dagua (3274-1691), Daico (3297-7059), Damos (3771-3344), Daout (3267-2859), Dasac (3244-0271) e Dabel (3277-2485).

Texto:
Edna Sidou-Sespa



Ação do Ministério da
Saúde vai desafogar
atendiment​o nos
HPSMs de Belém
O Ministério da Saúde destinará anualmente R$ 3,6 milhões para o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), no Pará. A Ação é resultado da implantação do S.O.S. Emergências, ação estratégica que prevê melhoria na gestão, qualificação e ampliação do acesso aos serviços de urgência e emergência do Sistema Único de Saúde (SUS), reduzindo o tempo de espera e garantindo atendimento mais humanizado aos pacientes.
Mesmo sem investimentos anunciados para Belém pelo secretário de Atenção à Saúde, do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães, a medida vai beneficiar diretamente os dois hospitais de Urgência e Emergência de Belém, Mário Pinotti (Umarizal) e Humberto Maradei Pereira (Guamá), que hoje contabilizam mais de 50% dos seus atendimentos em pacientes oriundos do interior do Estado e até 45% dos seus leitos de internações ocupados com estes pacientes.
“Avaliamos que o Metropolitano possui estrategicamente boa localização para receber pacientes que chegam em Belém, isso sem dúvida, desafoga os hospitais de Belém que atendem um grande número de pacientes de diversos municípios”, disse Helvécio. Para a secretária municipal de saúde, Sylvia Santos, o trabalho em parceria com o Estado e o governo Federal trouxe bons resultados para Belém.
“Esperamos agora respirar mais aliviados no atendimento em excesso de pacientes que chegam à capital. Sempre tivemos nossos hospitais de portas abertas e sem negar pacientes, custeamos o pagamento do tratamento do enfermo que não é de nossa cidade e isso nos gera um déficit muito grande, uma vez que não recebemos do município de origem do paciente o valor do seu tratamento”, ressalta a Secretária.
O Pará é o Estado do país com o maior déficit per capita em investimentos na saúde e Belém está incluído neste dado como capital com o maior déficit. “Queremos atentar para o Ministério da Saúde sobre este baixo valor que recebemos para a nossa saúde. Já elaboramos diversos projetos para captar mais recursos e agora só aguardamos respostas”, declara Sylvia Santos.
Helvécio Magalhães garantiu que estes projetos estão sendo avaliados pelo Ministério e que a parceria garantirá bons resultados. “O MS ampliará o repasse de recursos para a rede de urgência e emergência para aumentar o número de atendimentos, projeto que já está em fase final de aprovação no Ministério”, explicou.

Texto: Liandro Brito Ascom Sesma



Audiência com governador
discute formas de
reduzir o desmatamento
                O desmatamento no Pará foi o tema de uma reunião entre o governador Simão Jatene e representantes de órgãos ambientais do Estado e de entidades federais, na tarde desta quarta-feira (2), no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. “A pauta deste encontro é o reordenamento ambiental no Pará com um foco específico no desmatamento. Analisamos os últimos índices, verificamos as regiões mais críticas e nos reunimos em busca de soluções”, explicou o secretário extraordinário para o programa Municípios Verdes, Justiniano Neto.
                Segundo o secretário, os índices mostram que, nos últimos seis meses, o desmatamento no Pará, que vinha apresentando queda, teve uma leve alta de 6%, contra 47% no mesmo período analisado anteriormente. “Apesar de não ser um aumento tão considerável, isto nos preocupou e fez com que adotássemos uma série de medidas enérgicas. Este encontro é ideal porque estamos unindo forças para que possamos ir a campo e fazer com que o desmatamento comece a cair”, enfatizou Justiniano.
                Para o secretário de Estado de Meio Ambiente, José Colares, o momento é de união entre o governo e os órgãos federais em busca de um objetivo comum. “Estamos nos unindo em torno da defesa do desenvolvimento sustentável. Vamos pensar em ações e estratégias que possam estimular os produtores que pretendem se regularizar e punir aqueles que insistem em descumprir a legislação ambiental”, disse.
                Na avaliação do procurador da República Daniel Azeredo, programas do governo, como o Municípios Verdes, têm contribuindo consideravelmente para a redução do desmatamento. “Desde que o programa foi implantado, os números de desmatamento têm caído. Um dos objetivos do programa é garantir incentivo fiscal aos produtores que cumprirem a regularização. Foi discutida nesta reunião uma forma para que possamos acelerar este processo”, finalizou.

Texto:
Bruna Campos-Secom



Pará adere ao "Minha Casa
Minha Vida 2" para construir
mais de 40 mil imóveis
                O governo do Pará assinará nesta sexta-feira (4), a partir das 09h, o Termo de Adesão ao Programa Minha Casa Minha Vida 2, em solenidade no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. Pelo Estado o documento será assinado pelo governador em exercício, Helenilson Pontes, e representando o Ministério das Cidades a secretária Nacional de Habitação, Inês Magalhães.
                Segundo Noêmia Jacob, presidente da Companhia de Habitação do Pará (Cohab), a adesão representa concretamente “a construção de 40.900 novas unidades habitacionais para a população com renda até três salários mínimos. Teremos ainda a oportunidade de apoiar os municípios na infraestrutura dessas habitações”, garantiu a titular da companhia.

                Integra também a programação a assinatura do Termo de Cooperação entre a Cohab e 20 municípios paraenses, para posterior capacitação voltada à elaboração do Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS Simplificado Pará/Plano de Capacitação), destinado a localidades com menos de 50 mil habitantes.
Planos Locais - Segundo a gerente executiva de Planejamento Habitacional da Cohab, Anna Carolina Holanda, a Lei 11.124, de 2005, que criou o Sistema Nacional de Habitação Interesse Social, define que Estados e municípios criem fundo, conselho e plano de habitação. Por isso, a Cohab coordenará a capacitação, auxiliando os municípios na elaboração do PLHIS. A companhia já treinou 21 técnicos, que serão responsáveis pela orientação dos 20 municípios na elaboração de seus Planos Locais de Habitação.
                Noêmia Jacob destacou que a ação integra a política de interiorização da Cohab e visa inserir esses municípios no Sistema Nacional de Habitação de Interesse Social, levando em conta que eles têm até 30 de junho próximo para concluir a elaboração de seus planos de habitação.
“Por meio dos planos de habitação é que os municípios terão a consciência de seus territórios, compreendendo quais são as reais necessidades habitacionais do seu município e se as principais carências residem na habitação rural ou urbana, ou se há necessidade de melhorias das condições de habitabilidade. Então, essa consciência só é possível a partir da construção do Plano de Habitação. E a Cohab está se propondo a ajudar os municípios a fazer”, concluiu.

Texto:
Rosa Borges-Cohab



Feirantes da Bandeira
Branca foram remanejados
Dando continuidade às reformas de feiras e mercados de Bellém, a Secretaria Municipal de Economia (Secon) realizou nesta quarta-feira (02), o remanejamento dos permissionários da feira da Bandeira Branca, para que as obras sejam iniciadas. Os 54 trabalhadores que atuam regularmente no espaço, foram remanejados para uma feira provisória.
A feira, localizada na Avenida Almirante Barroso com Dr. Freitas, contém 125 equipamentos e será totalmente reformada, com a construção de novos boxes de alvenaria e cobertura total da área, que será dividida por blocos. Durante o restante desta semana, estará sendo realizado o trabalho de limpeza do espaço, para que as obras tenham início o mais rápido possível.
De acordo com o Diretor Geral da Secon,Luiz  Carlos Silva, esta reforma é apenas a primeira etapa de trabalhos na área. “Após a reforma da feira, em uma segunda etapa do projeto vamos reformar também o Mercado do Marco”. A previsão é de que a entrega da obra ocorra no segundo semestre deste ano.



Emater promove em
Curionópolis a
1ª Festa do Cajá
                Para comemorar o sucesso da agricultura familiar no município de Curionópolis, sudeste do Estado, a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Pará (Emater) organizou a 1ª Festa do Cajá. Cerca de 300 agricultores participaram da atividade, que teve palestras, debates e competições para promover a conscientização da importância da cultura do fruto e do extrativismo para o município e região.
                Com o apoio das cooperativas e associações do município, o evento teve o objetivo principal de promover a integração do meio rural com a cidade. A Emater montou uma atividade capaz de fazer a interação e a participação dos agricultores familiares, contribuindo assim para a preservação das espécies nativas, como o cajá, e a valorização dos extrativistas, segundo destacou o chefe do escritório local da empresa no município, Raimundo Jorge Lima.
                Como atividade educativa, a palestra ministrada pelo supervisor adjunto do escritório da Emater em Marabá, Genival Reis, abordou a temática da “Importância nutritiva e econômica do cajá”. “Percebemos a participação ativa dos ouvintes, que se envolveram em um caloroso debate”, disse.
                Para a presidente da Cooperativa Mista da Agricultura Familiar e Mineração de Curionópolis e Região (Coomafc), Nadir Santana de Almeida, a 1ª Festa do Cajá foi importante para mostrar aos agricultores da região que a cultura vai ser uma grande fonte de renda. Somente na vicinal Curral Preto, a produção chegou a 70 toneladas este ano, o que mostra a importância do extrativismo vegetal, uma atividade que vem substituindo o extrativismo mineral, principalmente devido ao fim da Serra Pelada.

Texto:
Kenny Teixeira-Emater



Cemitérios Santa Izabel e
São Jorge recebem
serviços de limpeza
para o Dia das Mães
Com a proximidade do Dia das Mães a Secretaria Municipal de Urbanismo (Seurb) intensifica os serviços nos cemitérios de Santa Izabel e São Jorge. Agentes das Secretarias Municipais de Meio Ambiente (Semma) e Saneamento (Sesan) estão realizando os trabalhos de limpezas (varrição, lavagem e coleta de lixo e entulhos), podagem de árvores e roçagem nos dois cemitérios. O objetivo da Prefeitura de Belém é garantir tranquilidade e segurança aos visitantes.
Além da intensificação dos serviços de limpeza, estão sendo realizados nos campos santos a manutenção nos pontos de iluminação e reparos nas capelas onde serão celebrados os cultos e missas, que farão parte da programação especial montada pelo Departamento Administrativo de Necrópoles (Dane).
Os dois cemitérios terão apoio de órgãos municipais e estaduais, entre eles a Secretaria Municipal de Economia (Secon), Companhia de Transportes de Belém (Ctbel), Guarda Municipal de Belém (GMB), Policia Militar, Policia Civil, Corpo de Bombeiros e Cruz Vermelha.Os órgãos ficarão responsáveis pelas execuções de esquemas táticos de segurança e organização do trânsito e do comércio informal.Ainda como parte da operação, uma equipe do Conselho Tutelar foi solicitada para dar apoio direto às famílias dos zeladores, retirando as crianças que circulam pelo local.
De acordo com o Administrador do Cemitério de Santa Izabel, Orlando Trindade, os serviços já estão sendo finalizados “Os trabalhadores da Sesan estão terminando o serviço de roçagem. E amanhã começa a retirada dos entulhos”,afirma. Já a Administradora do Cemitério São Jorge, Adriana Fagundes, informou que os serviços já foram concluídos, faltando apenas a retirada dos entulhos do campo santo.
Serviço:  O cemitério Santa Isabel, fica localizado na Avenida José Bonifácio, s/n, no bairro  do Guamá. O cemitério de São Jorge fica localizado na Rua da Mata, s/n, no bairro da Marambaia.



Sistema Obras Pará vai
monitorar execução
de obras públicas
                O Sistema Obras Pará, novo instrumento de monitoramento, gestão e acompanhamento de todas as obras públicas do governo do Estado, foi apresentado nesta quarta-feira (2) pelo secretário especial de Infraestrutura e Logística, Sérgio Leão, para mais de 40 técnicos de diversos órgãos estaduais. A ferramenta, ainda em fase de testes, poderá ser acessada no site www.obras.pa.gov.br.
“Além de visualizar o andamento da obra, não tenho dúvidas de que com esse sistema vamos poder planejar melhor a execução, equilibrando os gastos e investimentos nas várias regiões do Estado”, destacou o secretário. No site, o gestor terá acesso a informações sobre todas as obras concluídas, atrasadas ou em andamento, cronograma previsto, valores dos contratos e os municípios beneficiados.
                Além disso, o Sistema Obras Pará também vai fornecer informações georreferenciadas, permitindo a visualização de todas as obras em um mapa online. Por enquanto apenas os órgãos da administração pública cadastrados podem acessar o sistema, que deve ser alimentado continuamente.
“O sistema sozinho não funciona. É preciso alimentá-lo corretamente. Para isso, os órgãos precisam criar uma estrutura de acompanhamento das obras”, ressaltou Sérgio Leão. “A obra que não estiver devidamente cadastrada no novo sistema não terá liberação de recursos”, completou.
                Técnicos da Secretaria de Estado de Obras Públicas (Seop) foram os primeiros a receber o treinamento e já cadastraram mais de 140 obras, mas a estimativa é que existam mais de 800 em andamento no Estado. O processo de compilação das informações começa com a transferência automática de todas as informações do Sistema Integrado de Administração Financeira para Estados e Municípios (Siafem) para o Obras Pará.
                A partir daí as secretarias e órgãos poderão fazer a atualização das informações, como mudanças de datas, andamento e fotos das obras. Com os dados atualizados e organizados, o sistema gera relatórios imediatos sobre as obras cadastradas.
                A partir da próxima semana, a Escola de Governo do Pará (EGPA) deve montar um cronograma de treinamento para os demais órgãos e entidades da administração pública estadual, responsáveis pela alimentação mensal do sistema, que deve ser feito até o fim do quinto dia útil do mês. A meta é que, até o fim de julho, o “Obras Pará” esteja em pleno funcionamento, dando transparência para as ações na área de infraestrutura, com acesso online imediato.
                O sistema, desenvolvido pela Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), será monitorado por técnicos da Secretaria Especial de Infraestrutura e Logística para o Desenvolvimento Sustentável (Seinfra).
                Também participaram da reunião representantes das secretarias de Transporte, (Setran), Desenvolvimento Urbano (Seidurb) e Cultura (Secult), Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa), Companhia de Habitação do Pará (Cohab), Departamento de Trânsito do Estado (Detran), Corpo de Bombeiros, Universidade do Estado do Pará (Uepa), Gás Pará, Companhia de Portos e Hidrovias e Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM).

Texto:
Marlicy Bemerguy-SEINFRA



Uepa divulga resultados
estatísticos do Prise e Prosel
                A Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e a Diretoria de Acesso e Avaliação (DAA) da Universidade do Estado do Pará (Uepa) divulgaram nesta quarta-feira, 2, os resultados técnico e estatístico dos Processos Seletivos 2012. O anúncio foi feito pela manhã no auditório do Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE), com a presença de professores, diretores e representantes de escolas do Ensino Médio. De acordo com os índices informados, as disciplinas de Geografia e Espanhol alavancaram, respectivamente, o número de acertos dos candidatos no Processo Seletivo (Prosel) e nas três etapas do Programa de Ingresso Seriado (Prise).
                A Gestão Superior anunciou, ainda, que não haverá grandes mudanças nos Processos Seletivos 2013 - com data já marcada para acontecer nos dias 2, 3 e 16 de dezembro -, além de reordenamento no conteúdo programático e na forma de aplicação dos exames para os candidatos que tentarão vagas no curso de Licenciatura em Letras - Libras. Na mesma ocasião, foram distribuídos aos representantes das escolas as senhas de acesso aos resultados gerais dos Processos Seletivos, e ainda foi divulgado que os candidatos do Prise - Subprogramas XV e XIV - terão acesso às suas notas individuais. Em ambos os casos, os dados poderão ser obtidos no endereço http://www.uepa.br/daa/prise2012/.
                A pró-reitora de Graduação, Ionara Terra, representando a reitora, profa. Dra. Marília Brasil Xavier; o diretor de Acesso e Avaliação, Manoel Delmo de Oliveira; e o coordenador do Ensino Médio pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), Cláudio Trindade, compuseram a mesa de abertura do evento, que contou ainda com uma palestra de Zenilda Botti, docente da Seduc, e das universidades Federal do Pará (UFPA) e da Amazônia (Unama), sobre "Diretrizes para o Novo Ensino Médio: flexibilização para o Ensino", que fez um grande apanhado da evolução da Educação no Brasil desde os tempos coloniais.
                Ionara agradeceu aos representantes de escola presentes e lembrou que se o Prise chega a seu 16º ano de realização também por causa deles. "Vocês acreditaram nesse projeto junto com a gente, de modo que o Prise foi consolidado por nós, por vocês e pelos estudantes. Essa reunião conclui mais um Processo Seletivo e é sempre um momento de muita satisfação. Cada vez mais percebemos a necessidade de avançar nas possibilidades: temos um público jovem que nos exige isso constantemente", analisou.
                Sobre os Processos Seletivos 2013, a pró-reitora lembrou que existe um Fórum de Acesso e Avaliação em funcionamento na Universidade e que o mesmo está na fase de coletar propostas internamente. "Os centros de conhecimento da Uepa estão se reunindo para definir suas sugestões, que nos serão apresentadas nos próximos dois meses, mas posso dizer que não haverá mudanças drásticas nos Processos Seletivos 2013 além de reordenamento do conteúdo programático e algumas modificações na forma como são aplicados os exames aos candidatos de Letras - Libras", informou.
                Representando a Seduc, Cláudio Trindade afirmou, como gestor, que é sempre oportuno participar do tipo de análise proposto nesta quarta pela Universidade. "A Seduc iniciou, há cinco anos, seu processo de reformulação curricular, a partir da exigência do Ministério da Educação (MEC) de que se pense o Ensino Médio como um estágio composto de público jovem. Portanto, estar presente nesse momento de análises e conclusões é muito válido", reforçou.
Serviço: Para acessar os resultados do Prise - subprogramas XV e XIV, e resultados gerais, basta acessar o site http://www.uepa.br/daa/prise2012/. Para esclarecer dúvidas ou obter mais esclarecimentos os interessados devem procurar a DAA, pelo telefone (91) 3299-2216 e pelo e-maildaa@uepa.br.

Texto:
Carolina Menezes-Uepa



Espetáculo "De lá pra cá,
mas aqui é o Pará" será atração
na Estação das Docas
                O Projeto Pôr-do-Som desta sexta-feira, 4, está em clima de festa. O Grupo Folclórico Charme Caboclo faz aniversário e comemora na companhia da plateia da Estação das Docas com o espetáculo "De lá pra cá, mas aqui é o Pará", a partir das 18h, no orla do Armazém 3 com muita dança.
                "No dia 1º de maio, completamos oito anos de existência e em comemoração montamos esse espetáculo que fala sobre a invasão de outras culturas, como o forró, funk e sertanejo, que invadem nosso cotidiano e que muitos deixam de lado o nosso carimbó e é esta conscientização que vamos levar para a Estação", frisou Rita Sena, diretora geral do grupo.
                "De lá pra cá, mas aqui é o Pará" traz três novas lendas: "Vitória Régia" e "Boto", composições de Alessandro Lobato e "Iara" com letra e música de Rita Sena, e ainda a dança "Vento Pará". Todas são novidades nesta apresentação do Projeto Pôr-do-Som, além, é claro, de muito carimbó. “Convidamos todos os que apreciam nossa cultura, nosso folclore para ver e dançar o melhor da nossa cultura. Para quem não conhece, venha ver e se encantar com nossas cores, músicas e dança na orla da Estação das Docas”, convida Rita Sena.
                Serviço:
                Grupo Folclórico Charme Caboclo – "De lá pra cá, mas aqui é o Pará"
                Data: 4/05/2012 (Sexta-feira)
                Horário: A partir das 18h
                Local: Orla do Armazém 3, Estação das Docas
                Entrada Franca


Texto:
Isa Arnour -Pará 2000



Número de homicídios e
roubos caíram no Pará
nos últimos três meses
                Os números das ocorrências policiais registradas no Estado do Pará no primeiro trimestre deste ano apontam redução de 10,20% em relação ao mesmo período de 2011. A queda foi identificada principalmente nas ocorrências de homicídios (-7,39%) e nos crimes de roubo (-6,13%). Os dados foram apresentados pelo diretor técnico do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), Roberto Sena, na manhã desta quarta-feira, 2, durante o Seminário de Gestão por Resultados, realizado no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia.
                Na ocasião, o governador Simão Jatene também entregou 30 unidades móveis integradas, 20 unidades de resgate, 165 motocicletas, 15 lanchas, 5 caminhões tanques e 7 equipamentos denominados desencarceradores – utilizados para a remoção de vítimas presas em ferragens. Todos os equipamentos serão destinados para os órgãos do Sistema de Segurança Pública do Pará (Segup, Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros).
“De cada três crimes violentos, conseguimos reduzir um. Essas reduções precisam ser festejadas, mas precisam ser compreendidas na dimensão de que daqui para frente vai ser cada vez mais difícil reduzir cada índice. Os números mostram que o trabalho que estamos fazendo está dando certo, mas não pode parar por aí”, enfatizou o governador.
                Os dados apresentados durante o evento mostram ainda que em relação ao tráfico de entorpecentes, houve um aumento considerável de prisões relacionadas ao envolvimento com o comércio de entorpecentes e de apreensão de drogas. No primeiro trimestre de 2012 foram efetuadas 4.229 prisões contra 3.913 no mesmo período do ano passado, o que representa um crescimento de 8,7%. Deste total, 22% foram efetuadas por trafico de drogas, sendo 1.350 em 2012 contra 1.101 em 2011.
                A quantidade de drogas apreendidas também foi significativa, principalmente a maconha e a cocaína. Somente no primeiro trimestre deste ano foram apreendidos 193 quilos de cocaína, contra 107 quilos no ano passado, além de 248 quilos de maconha contra 136 quilos da mesma droga, em 2011. “A queda destes números não está acontecendo por acaso. Estão baixando pela integração dos órgãos de segurança pública. O governo do Estado está investindo em equipamentos, veículos e unidades de polícia na busca da melhoria do sistema. Uma sociedade moderna precisa ter mecanismos modernos de proteção”, disse o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, Luiz Fernandes.
Modernização
                Veículos e equipamentos de segurança estão sendo adquiridos com frequência pelo governo do Estado, com recursos do tesouro estadual e do Fundo de Investimento de Segurança Pública (Fisp). No ano de 2010, a Região Metropolitana de Belém (RMB) contava com apenas 28 câmeras de monitoramento, em 2011 o número aumentou para 60 e até o final de 2012 a previsão é que 261 câmeras sejam instaladas em toda a RMB. Sete helicópteros também estão em processo de aquisição e devem ser entregues ainda no final deste ano. Até 2014 o governo pretende construir 40 unidades integradas de polícia, outras 14 casas penais também estão em construção no estado.
                Os representantes comunitários que estiveram presentes no evento ficaram satisfeitos com os números e os investimentos apresentados. “Nós percebemos que a área de segurança está melhorando muito. Hoje quando a gente precisa de uma viatura, ela sempre aparece. Claro que tem muita coisa para melhorar, mas um grande avanço já aconteceu”, disse João Batista Félix, representante da associação comunitária do bairro do Tapanã.

Texto:
Bruna Campos-Secom



Novos Conselho Diretor do
Grupo de Interesse em
Diagnóstico de Enfermagem
                O Grupo de Interesse em Diagnóstico de Enfermagem do Hospital Ophir Loyola nomeou, nesta quarta-feira (2), o novo Conselho Diretor. Os novos membros, os Enfermeiros Adams Brunno Silva, Maria Margarida Costa de Carvalho e Fabíola Reis Lima foram escolhidos por meio de eleição com a comunidade de enfermeiros do HOL.  O grupo tem como objetivo o aprimoramento do caráter científico e cultural dos enfermeiros da Instituição, estimulando, organizando, produzindo e divulgando estudos e conhecimentos pertinentes ao diagnóstico de enfermagem.



Festival do Miriti em Abaetetuba
                De 3 a 6 de maio, será realizado no município de Abaetetuba, Região do Tocantins, o Miriti Fest, com o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (Emater)  em parceria com a Prefeitura Municipal. No ano de 2004, o Governo Municipal viabilizou a criação do Festival do Miriti (Miritifest), que chega agora sua 9ª edição.
                O evento destaca o Artesanato de Miriti e exibe peças artísticas, criadas e apresentadas pelos numerosos artesãos locais, além da exposição de produtos e serviços de empresas de Abaetetuba e de outros municípios. A cada ano aumenta a participação da população e dos visitantes de municípios como Moju, Igarapé-Miri, Mocajuba, Barcarena e Belém, atraídos pela extensa programação cultural que inclui apresentações artísticas e shows de bandas regionais. Segundo a pedagoga, Patrícia Ferreira, técnica da área social do escritório Local da Emater em Abaetetuba, o Miritifest se tornou em pouco tempo a maior manifestação cultural do Baixo Tocantins.
                O comércio e serviços são a base da economia abaetetubense e o miriti é um dos produtos que trazem maior renda para os produtores. Depois de beneficiado, o miriti pode virar a tábua de paxiuba para assoalho das casas, esteira e divisória de compartimentos. Serve também ao artesanato, com a fabricação de brinquedos ou biojoias, ou representações do cotidiano ribeirinho, como barco, peixe, arara. Este produto também é utilizado na culinária. Como é um fruto, dele são feitos doces, sucos e serve para temperar alimentos. O comércio do beneficiamento do miriti atinge a maior média, na época do Círio para mais de 120 produtores que são assistidos pela Emater local e pertencem à Associação dos Artesãos de Brinquedos e Artesanato de Miriti de Abaetetuba (Asamab) e ao todo lucram cerca de 200 a 300 mil reais.



Fábulas de Millôr Fernandes
animam o domingo no Mangal
                Na programação deste domingo, 6, do Parque Mangal das Garças, o Grupo de Teatro Aldeato apresenta o espetáculo ‘As fabulosas fábulas’ de Millôr Fernandes dentro do Projeto Pôr-do-Sol, a partir das 10 horas. Voltada para toda a família, a encenação promete encantar crianças e adultos com as fábulas ‘ O Aldeão e o Demônio, ‘O Socorro’, ‘O homem feio e o homem mais feio’ e ‘O problema educacional’, apresentadas por cinco atores do grupo Aldeato.
“Está é a quarta montagem que fazemos das fábulas. Elas estão sempre atuais, é uma produção compacta, excelente para o público infantil, pois utiliza uma linguagem simplificada, e além disso tem o trabalho corporal e lúdico”, ressaltou o ator Joécio Lima. “Usamos as fábulas escritas pelo jornalista e escritor Millôr Fernandes em 1964, sempre contextualizando os temas para despertar a reflexão em todos que assistem ao nosso espetáculo. Por isso desde já convido todos a prestigiarem o projeto Pôr-do-Sol neste domingo, no Mangal". diz.
Serviço:
                Grupo de Teatro Aldeato ‘As fabulosas fábulas’ de Millôr Fernandes
                Data: 06/05/2012 (Domingo)
                Horário: A partir das 10h
                Local: Parque Mangal das Garças
                Entrada Franca

Texto:
Isa Arnour -Pará 2000



Municípios têm até 4 de
junho para enviar
proposta de adesão
ao Navegapará
                O edital de Seleção Pública de Propostas para Apoio à Inclusão Digital no Estado do Pará, na Modalidade 1 (link de internet), está aberto desde o último dia 18, para todos os municípios do Estado. Pela primeira vez, órgãos públicos e instituições do terceiro setor, sem fins lucrativos, em condições de firmar parceria com contrapartidas materiais, poderão formalmente encaminhar ao governo do Estado propostas para a implantação de infocentros em seus municípios.
                A meta é ampliar ainda mais a cobertura do programa, multiplicando as modalidades de concessão dos infocentros e ampliando as parcerias com Prefeituras e a sociedade. Pelo edital, a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), responsável pelo programa junto com a Empresa de Processamento de Dados do Pará (Prodepa), compromete-se a conceder link gratuito à internet, material didático para cursos de informática básica e treinamento aos monitores indicados pelas entidades, para atendimento e capacitação dos usuários.
                Municípios do interior sem provedor, onde o acesso à internet ainda é muito lento e caro, terão a oportunidade de solicitar uma conexão mais rápida que a ofertada pelas empresas de telefonia e de rádio, e inteiramente sem custo. As propostas serão aceitas até 4 de junho.
Demandas
“O edital atenderá às demandas por link de internet por parte de instituições sediadas nos municípios já assistidos pelo Programa Navegapará. Existem escolas municipais, por exemplo, com laboratório de informática pronto, aguardando somente a conexão da internet”, informou Mônica Braga, coordenadora do Navegapará na Secti.
                Para o titular da Secretaria, Alex Fiúza de Mello, o edital inaugura uma nova forma de gerir o programa. “Queremos ampliar o número de infocentros disponíveis em todo o Estado e dar conteúdo a esse uso, com programas sociais de interesse público, acoplados aos novos acordos que serão firmados. Isso dará mais sustentabilidade administrativa e abrangência social”, destacou o secretário.
                Três tipos ou modalidades de parcerias compõem o novo modelo de gestão: a) Modalidade 1 (link de internet); b) Modalidade 2 (link de internet e computadores); c) Modalidade 3 (link de internet, computadores e bolsistas monitores). As modalidades 2 e 3 vigoram, atualmente, contemplando 186 infocentros já implantados.

Texto:
Amanda Engelke-Secom

Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...