Total de visualizações de página

quarta-feira, maio 09, 2012

Cosanpa recupera adutora e água volta para 30 mil pessoas

                A Companhia de Saneamento do Pará (Cosanpa) concluiu na tarde desta terça-feira (8) o reparo da adutora localizada na travessa Mauriti, esquina a com Rua Nova, no bairro da Pedreira, em Belém. A tubulação fora rompida no último sábado (5), ocasionando a obstrução do abastecimento de água em seis bairros da cidade: Marco, Sacramenta, Souza, Curió-Utinga e parte do Telégrafo, além da Pedreira. A finalização do serviço, por volta das 17 horas, garantiu o retorno do abastecimento para cerca de 30 mil famílias.
                O problema aconteceu depois da passagem de um trator de esteira, por volta das 23 horas de sábado. Na segunda-feira (7), das 10 horas às 17h30, o serviço chegou a ser retomado, mas a tubulação se rompeu novamente, desta vez em outro trecho da rede. O retorno definitivo só se deu por volta das 17h30 de terça-feira, com a conclusão dos trabalhos na área. “Fizemos a troca de todas as partes da tubulação que estavam comprometidas e também a manutenção do registro e ligação do sistema, que também já está normalizado”, informou a gerente da unidade da Cosanpa no bairro da Pedreira, Cleide Ferreira.
                Outro fator que, segundo a engenheira, ocasionou o rompimento da adutora foi o desgaste ao longo do tempo, da tubulação, devido ao grande aumento do contingente populacional da área. Para evitar transtornos futuros à população, a companhia garantiu a implantação de uma nova adutora, que passará a funcionar em 60 dias. “Já começamos a fazer o transporte dos tubos de ferro e com diâmetro maior que o atual. Amanhã (hoje) já começamos a escavar para instalar essa nova adutora”, informou a gerente da Cosanpa.
                Dezenas de moradores acompanharam a finalização do serviço, entre eles o autônomo Valdo Santos, 32 anos. Morador da travessa Barão do Triunfo, ele fez questão de ir pessoalmente ao local, para observar os técnicos. “É bom acompanhar para ter certeza que o serviço está sendo feito. Avaliando a situação, dá para perceber que essa tubulação é realmente muito antiga e precisa ser trocada”, comentou.
                O cabeleireiro Júnior Lima foi um dos primeiros a perceber o retorno da água. “Agora, graças a Deus, volta tudo ao normal”, afirmou ele, que também acompanhava o trabalho dos operários do seu ponto comercial, localizado em frente ao local onde a tubulação foi rompida. Assim como Júnior e Valdo, a população observou até o fim a recomposição da escavação que havia sido feita, de cerca de cinco metros de profundidade para chegar até a adutora rompida.

Texto:
Amanda Engelke-Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...