Total de visualizações de página

terça-feira, maio 01, 2012

Caravana Pro Paz Presença Viva chega a Salvaterra








 
                Uma cidade com mais de 20 mil habitantes, lindas praias e uma população que sobrevive basicamente da pesca, lavoura, pecuária e o turismo. Esta é Salvaterra, o 16º município que recebe as equipes da Caravana Pro Paz Presença Viva Marajó. Serão ofertados mais de 50 serviços, entre consultas médicas, emissão de documentos, exames, vacinas, atendimento jurídico, oficinas de meio ambiente, vigilância sanitária e programação cultural.
                A expectativa é que mais de oito mil pessoas recebam assistência diariamente. O atendimento começou nesta terça-feira (1º) e segue até quinta-feira (3). As filas em frente à Escola Estadual Salomão Rocha, onde estão concentradas as ações do Pro Paz, começaram a se formar na véspera do inicio da ação. Às 18 horas já era possível avistar as centenas de pessoas que se anteciparam na busca pelo atendimento. Em razão da chuva que caiu durante a noite, a população foi realocada no ginásio da escola. Às 6 horas começou a distribuição de fichas.
                No primeiro dia de atendimento a demanda maior foi pelas consultas medicas. Em Salvaterra foram distribuídas 1,2 mil fichas para atendimento nas cinco especialidades contempladas na Caravana: clínica médica, odontologia, pediatria, ginecologia e oftalmologia, esta última a mais procurada. Antes das 9 horas haviam se esgotado as fichas para a especialidade.
       “Tem o atrativo dos óculos, então as pessoas procuram o serviço, mas muitos casos acabam sendo encaminhados para a capital, pois se tratam de cirurgias”, explica a coordenadora do Programa Presença Viva, Hebe Ripardo. Foi o caso do aposentado Aluisio Rocha, 66 anos, que mora na Vila de Joanes. Ele procurou atendimento oftalmológico e na clinica médica, por conta de uma ferrada de arraia. A medicação para o acidente foi entregue logo após a consulta, mas no caso da visão o aposentado terá que continuar o tratamento na capital.
       “O medico me disse que posso fazer a cirurgia de catarata e então me encaminhou para o guichê da regulação. Consegui os remédios para curar a ferrada de arraia e fui orientado como fazer a higiene quando não puder ir ao posto”, contou. Assim como Aluisio, centenas de pessoas residentes na zona rural do município procuraram o serviço da Caravana. No total, fazem parte da jurisdição de Salvaterra 43 comunidades rurais localizadas à margem do rio Câmara e também ao longo na rodovia PA-154 (Transmarajó).
Exames – O lavrador Ademar Reis de Souza, 63 anos, saiu da Comunidade de Baiano, no Rio Camara, na tarde de segunda-feira, para pernoitar em Salvaterra. Ele procurou pelo PSA, popularmente conhecido como exame de próstata. “Nunca havia feito nenhum tipo de exame. Como todo mundo fica falando que quem passou dos 40 precisa fazer esse, resolvi vir até aqui”, explicou.
                O serviço está sendo ofertado pela Coordenação de Saúde do Homem da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa). Além do PSA, o serviço também está encaminhando os homens para outros atendimentos como vacinas, exames de hepatites virais, sífilis, HIV e avaliação nutricional. A demanda maior pelo serviço é de homens acima de 40 anos.
                Para fazer o exame é necessário estar em jejum, não ter mantido relações sexuais 24 horas antes do teste e não ter conduzido moto ou bicicleta. “Como a maioria vem de moto e bicicleta, estamos fazendo o cadastro deles e os encaminhado para os demais atendimentos. Amanhã eles voltam, com os devidos cuidados prévios, e fazem o exame de próstata”, explicou o coordenador da saúde do homem em Salvaterra, Edinaldo Costa.
Vacinas – Em Salvaterra, idosos, gestantes e crianças acima de 6 meses e até 2 anos também podem receber a vacina contra a gripe. A campanha nacional começa no próximo dia 5, mas equipes de imunização da Sespa já estão aplicando as doses na parcela favorecida. Além da gripe estão sendo ofertadas doses de tríplice viral, hepatite B, tétano e poliomielite.
                O trabalho de prevenção às hepatites virais está sendo documentado por uma equipe de jornalistas do Ministério da Saúde. A eficiência da ação no Marajó será apresentada durante o Congresso Brasileiro de Prevenção de Hepatites Virais e HIV. “Eles estão acompanhando as equipes. O resultado será publicado em uma revista que será lançada no congresso. Isso é muito satisfatório porque demonstra a eficiência do programa”, destaca a Coordenadora de Hepatites Virais da Sespa Cisalpina Cantão. 
                Maria de Nazaré Cristo vai voltar para casa de óculos novos e também imunizada contra a hepatite B. Após passar pelos exames de hepatite B e C e HIV, a dona de casa recebeu a dose da vacina. “Vim para me consultar com o oftalmologista, mas fui abordada e orientada procurar o exame. Para mim foi muito bom, rápido e eficiente do atendimento”, disse.
                Além dos 200 servidores do Estado, o atendimento em Salvaterra tem o apoio de cerca de 50 voluntários da cidade. A Caravana Pro Paz fica em Salvaterra até quinta feira (3), seguindo para Soure, entre os dias 4 e 6, encerrando a etapa Marajó da Caravana Pro Paz Presença Viva.

Texto:
Danielle Ferreira-Secom
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...