Total de visualizações de página

quarta-feira, maio 02, 2012

Paysandu quer apoio da torcida para surpreender o Coritiba

                O Paysandu Sport Clube realizou o ultimo coletivo na manhã de terça-feira, 1, no palco do jogo de volta contra o Coritiba pela Copa do Brasil - o Mangueirão. O técnico Lecheva definiu a equipe que tem a difícil missão de vencer por três gols de diferença, único meio de garantir classificação para as quartas de finais da competição nacional e enfrentar o vencedor do confronto entre Botafogo e Vitória, que se jogam hoje no Estádio Barradão, em Salvador, às 21h50.
                O Paysandu deve entrar em campo com Ronaldo, que substitui Paulo Rafael - suspenso na última partida -, Yago Pikachu, Douglas, Thiago Costa, Jairinho (que entra em lugar de Pablo), Billy, Vanderson, Harison (que entra na vaga de Kariri), Djalma, Thiago Potiguar e Rafael Oliveira.
                Os jogadores do Coritiba, que chegaram nesta terça-feira a Belém, sabem que apesar da vantagem de poder perder por até dois gols de diferença sofrerão uma pressão muito grande da torcida do Paysandu, que promete lotar o Mangueirão para incentivar a equipe. A equipe do Coritiba ainda está indefinida e o técnico Marcelo Oliveira já sabe que não vai poder contar com o meio campo Rafinha, que ainda se recupera de contusão, além de Jonas e Rafael Silva.
                Na tarde desta quarta-feira, a equipe paranaense fará um treinamento de reconhecimento do gramado no Estádio Olímpico do Pará. O Coxa, como é chamado pela sua torcida, deve jogar em Belém com Vanderlei, Gil, Demerson, Emerson, Lucas Mendes, Junior Urso, Tcheco, Everton Ribeiro, Renan Oliveira, Roberto e Anderson Aquino. Mais de 20 mil ingressos já foram vendidos para a partida e a busca nos postos de venda continuar intensa até amanhã. O jogo começa às 19h30.

Texto:
Bernardo Tommaso-Seel
Postar um comentário

REVISTAS MEDIUNIDADE

JESUS: "Choro por todos os que conhecem o Evangelho, mas não o praticam...”

Ofuscado pela grandeza do momento, começou a chorar. Viu, porém, que Jesus chorava também... E, Eurípedes, falou – Senhor, por que ch...